quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Uma pessoa quer estar à vontade para escolher o seu próprio "abat-jour selva" sem ser alvo de olhares recriminatórios

Mas, depois, é confrontada com lojas de tecidos e fábricas de tapetes que escorraçam a pobre pessoa porque só vendem a profissionais.


Mas será que agora é mesmo obrigatório ter uma decoradora?


58 comentários:

  1. Se não for uma influencer, sim, precisa de uma decoradora que depois publicite a coisa. A publicidade atingiu o nível do jornalismo: assustador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Raios, lá terei de ter uma decoração igual às outras todas... : D

      Eliminar
  2. O teu anónimo de estimação21 de novembro de 2018 às 12:04

    Não posso...a menina não tem uma decoradora????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    PS: Não use a palavra "pobre" em vão...

    ResponderEliminar
  3. Faz de conta que são medicamentos sujeitos a receita médica. No caso dos tapetes e tecidos estão sujeitos a receita de profissional. (Deve ser por causa do IVA, sei lá).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas se eu nem vou ao médico, agora sou obrigada a ir à decoradora?! Oh pá... (e o site da fábrica de tapetes, que tem cores maravilhosas, que uma pessoa fica nuns nervos, quer um tapete de cada cor... e depois vai-se a ver e não senhora, não lhe vendemos nada!)

      Eliminar
    2. Isso é tão estupido... e relativamente fácil de contornar. As fábricas gostam de ser enganadas.
      Pedes a um arquiteto amigo que te encomende, por exemplo.

      Eliminar
    3. Mas a questão é que eu não quero ter ninguém pelo meio a julgar as minhas escolhas! :D

      Eliminar
  4. E não lhe podem dar uma lista de pontos de venda onde tenham esses artigos disponíveis para encomenda?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, é deram... mas com um intermediário os tapetes vão custar o dobro do preço... :/

      Eliminar
    2. Ôxe! Tchiri o iscorpião do bolso, muié!

      Eliminar
    3. Pois.... mas os revendedores têm de ganhar dinheiro com o seu negócio verdade? Se todos os particulares comprarem diretamente às fábricas as lojas deixam de fazer sentido.
      Percebo que ver a diferença do preço de fábrica e ver o de venda ao público seja desanimador, mas negócio é negócio e, para mim, faz todo o sentido que assim seja.

      Eliminar
    4. Pois... mas 50% a mais em tapetes caríssimos é um bocadinho mais que desanimador...

      Eliminar
    5. 50% a mais? Irra! Que insultuoso.

      Eliminar
  5. Empresa na Hora! Uma solução portuguesa para problemas portugueses :P

    ResponderEliminar
  6. Hummm tapetes é com Sr. Romão da Bioleather.pt. É do Norte, impecável, conseguiu-me um tapete de pelo curto de vaca, gigante, todo branco, lindo de morrer, que não havia em lado nenhum a metade do preço da Sá Aranha e Vasconcelos ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estive a ver mas não queria de pele/pêlo, queria daqueles de seda e lã :)

      Eliminar
    2. Ok, tem que ser nacional?

      Eliminar
    3. Não é obrigatório, mas como quero fazer à medida (e gostava de ver amostras das cores - porque as imagens enganam imenso) e há cá tapetes óptimos, pensei que poderia ser mais fácil...

      Eliminar
    4. Pobres vacas, agora até servem para tapaetes :/

      Eliminar
    5. Bem... se o interior serve para bifes, antes aproveitar a pele que a deitar fora...

      Eliminar
    6. O site não tem muito interesse mas o atendimento é muito profissional e eficiente. O sr. telefonou-me para perceber exactamente o que eu pretendia, expliquei, enviou-me fotografias, o tapete chegou umas duas semanas depois e superou todas as minhas expectativas. Cortam à medida (pode ser rectangular, sem ter os recortes do bicho) e acho que não têm só peles / pêlo.

      Este Mundo anda tão chato, com tantos fundamentalismos e falsos moralismos sobre tudo e mais alguma coisa, que qualquer dia sorrir é considerado preconceito com quem não tem dentes!!

      Eliminar
  7. Pipocante Irrelevante Delirante21 de novembro de 2018 às 20:46

    Fosse uma Palmier mais Doce ou uma Cocó Encoberto, a coisa acontecia.

    ResponderEliminar
  8. Palmier,
    Arranje alguém que tenha empresa, independentemente do ramo, e certamente que contornará o assunto ;)
    Já fiz encomendas para amigos em áreas que nada têm a ver com o meu negócio somente para os poder ajudar.
    Boa sorte!

    ResponderEliminar
  9. Faça favor de divulgar a sua exposição em vez de estar para aí a comprar tapetes!

    :DDD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Opá... não tenho jeito nenhum para estas auto-promoções! Mas contrato-te desde já para minha manager! :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Isso é que tinha sido bem pensado! É claro que antes teria de arranjar quem divulgasse o meu blog para que ele chegasse a mais do que a meia dúzia de gatos pingados a quem chega (meia dúzia, mas valem por dúzia e meia!).



      Eliminar
    3. ...mas um pingado bom, tipo pingo de mel. :DDDD

      Eliminar
  10. Não percebo nada do assunto.. Qual é a justificação dada para só venderem a profissionais?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei, na verdade não perguntei... fiquei só feita parva a olhar para o telefone :D

      Eliminar
  11. Eu comprei um ”Rothko” em Londres, maravilhoso. Enviaram para Lisboa.

    ResponderEliminar
  12. Passei só para dizer que "O Homem que gostava de cães" está com 50% de desconto na bertrand. :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comprei hoje o livro, depois de ter visto aqui a sugestão no blog. Palmier, a influencer. :DD

      Eliminar
  13. Palmy do meu ♥️, sabes o que eu gostava? De ver os teus quadros em tapeçaria e depois bota-los no chão (onde apenas pes descalços e lavadinhos os poderiam pisar).
    Isto para as minhas divisões da nossa casa, para as tuas ate podes estender arame farpado.
    (Fiquei severamente ofendida quando, ha mil anos, a porcelanosa ousou fazer me o mesmo. Desisti dos espanhóis)

    Por fim e finalmente, termino dizendo te que te missiu a lote e agradeço a jeitosa Mirone a sua olhadela no teu património cultural e artístico (iva a 6, certo?)

    Espero ver te no jantar de Noel, eu serei o monstro verde a destruir as decorações. Jesuispalmy

    ResponderEliminar
  14. Esta situação lembrou-me o que me aconteceu com a ração do gato...o bicho tem um problema no trato urinário logo só pode comer ração especifica. Quando a veterinária disse por acaso ela tinha um saco que comprei de imediato (caro) mas avisou que não era habitual. Entretanto procurei vendedor em Portugal, encontrei uma empresa que comercializa que respondeu: só vendem a profissionais. Ficaria caríssimo na mesma. Expandi a busca a Espanha, encontrei um site que vende e compro sempre a eles. Mais barato e entrega rápida. Gostava de comprar a uma empresa portuguesa mas não é possível.

    ResponderEliminar
  15. Pois que da temática do post não sei, o que sei e quero muito dizer é que, hoje, pela calada das onze e tal da manhã, estava eu toda contente numa certa e determinada exposição a ter oportunidade de ver, com tempo e atenção, ao vivo e a cores, todas as pinturas que já me tinham deixado embasbacada num certo e determinado blog.

    Uma explosão de cor, cheia de pormenores, cheia de histórias, de criatividade, de nonsense.

    Parabéns, Palmier, a sério, por essa progressão inacreditavelmente rápida com "os bonecos", que tivemos oportunidade de ir acompanhando por aqui, que deu naquele resultado que vale mesmo a pena.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Cláudia! Fico mesmo feliz por gostarem dos meus bonecos ali, ao vivo e a cores :D

      <3<3<3<3<3

      Eliminar
    2. Eu tb fui ver os "bonecos" no passado sábado :) e...realmente ao vivo as cores e a técnica são outra coisa...nas fotos já era muito bom, mas in loco não tem nada a ver, surpreendeu-me muito, quase que encostava o nariz para ver os pormenores e imaginava a P. (agora já não consigo chamar Palmier!) a pintar e apagar e a pintar e a apagar, eu acho que fiz a ronda umas 4x e teimava em tentar encontrar mais recantos com quadros e depois pensava "oh, já acabou? não há mais salas?"e lá voltava ao início outra vez. Muito bom- Parabéns. Sara

      Eliminar
  16. Vim só aqui dizer que também eu, por mero acaso, passei em frente à exposição dos quadros da Palmier e, é claro, não resisti a entrar! A minha filha de 4 anos riu-se muito com o quadro da doninha fedorenta ;) Mas quando lhe perguntei, já em casa, de qual é que ela tinha gostado mais, disse-me que foi aquele em que a senhora estava a matar um homem :))) Devo ficar preocupada com esta tendência da "piquena" para apreciar temas mórbidos? Ou fico contente por ela já conseguir apreciar obras de arte? Anyway, devo dizer que gostei muito da surpresa inesperada e que os seus "bonecos" são ainda mais bonitos e vibrantes ao vivo. Parabéns!!

    ResponderEliminar