sexta-feira, 9 de setembro de 2016

E então, Palmier, como correu a coisa com o Senhor José Carlos?

Ora a pessoa chega à obra nervosíssima, depara-se com os tijolos Correio da Manhã, chama o Senhor José Carlos que está empoleirado lá em cima, em local onde a pessoa continua sem poder aceder, e grita:

- Senhor José Carlos, precisamos de falar! E então o Senhor José Carlos fez aquele ar aflito que as pessoas fazem ao ouvir a frase “precisamos de falar”, desceu rapidamente por ali abaixo e veio junta-se a mim no solo (local de onde não consigo passar, não sei se já disse) com uma expressão grave e compenetrada, e eu então comecei  o meu discurso espalhando aleatoriamente uns termos técnicos, que os homens ficam sempre maravilhados com estas habilidades, e disse:

- Senhor José Carlos, vejo que estes tijolos que aqui tem foram produzidos num forno com queima irregular, provavelmente coque de carvão ou serrim e que, embora certificado, tem as piores características mecânicas do mercado pelo que me parece absolutamente necessário aplicar termoargila nas paredes exteriores por forma a garantir um bom isolamento térmico.

O Senhor José Carlos olhou então para com um sorriso trocista, reclinou o tronco para trás, deixou pender a cabeça para o lado esquerdo, cruzou os braços e perguntou-me se eu já tinha olhado para a obra, e eu disse que sim, que olho para ela todos os dias…

- Então diga-me lá, em que paredes exteriores quer que eu aplique a termoargila, é que de um lado temos a fachada antiga e a tardoz temos janelas que vão de uma ponta à outra… e depois de uns segundos de suspense perguntou muito sério: quer que a aplique por cima dos vidros?

- Nada disso, Senhor José Carlos, só queria saber se estava atento a estas problemáticas!

40 comentários:

  1. Isto hoje vai ser refresh constante no blog? Eu acho que precisa de chamar o Sr.Engenheiro para resolver esse imbróglio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, e agora? O que raio era suposto ter dito?! :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. "Espere aí sr.José Carlos, que vou falar com o meu assessor!"

      Eu também não sei, tem de falar com o Sr.Dr.Engenheiro Pipoco. Ele é que a meteu nessa embrulhadada! :D

      Eliminar
  2. Srº José Carlos 1 / conselheiro de obras 0

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :D

      (também é fácil para ele - Sr. Josá Carlos - enganar-me :D)

      Eliminar
  3. ahahahaahahahahahahahah
    ahahahahahahahahahah
    ahahahahahahahahahahah

    Vais ter tijolos Correio da Manhã, é o que é. É isso e caldeira ligada.


    ahahahahahahahah
    ahahahahahahahahah
    ahahahahahahahahah

    ResponderEliminar
  4. A termoargila não poderá ser aplicada no lado interior das paredes exteriores para garantir ou reforçar o isolamento térmico? A tal da fachada?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só de um lado - o da fachada que se mantém e que julgo que tem prevista caixa de ar e isolamento no interior (tenho de falar com o fiscal da obra para me inteirar disto), do outro a fachada é toda de vidro, realmente não dá para pôr nada... :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Mas é isso que o Sr. José Carlos tem que fazer: aplicar a termoargila no lado interior das paredes exteriores e utilizar vidros Financial Times na Grande Obra. Ou estará ele a considerar usar vidros A Bola?

      Eliminar
    3. Ahhahahahahahhahahhahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahhahaha
      No mínimo! :DDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  5. Palmier, vivo num apartamento arrendado e sem perspectivas próximas de me meter numa Pequena Obra (mais ao nível das minhas posses). Mas tenho aprendido muito com a sua Grande Obra, já por várias vezes tive de ir googlar termos técnicos e para mim desconhecido. (como, neste caso, tardoz). Obrigada por fomentar o conhecimento! Força aí na termoargila.

    ResponderEliminar
  6. Ahahahahahahah
    Palmier, adoro-a!!!

    ResponderEliminar
  7. Palmier, não há nada melhor para os Senhores José Carlos desta vida que ter várias pessoas a dizer-lhe coisas variadas. O meu bom conselho é que diga ao tal fiscal da Grande Obra, que deve ser o único interlocutor do Senhor José Carlos, as seguintes palavras mágicas: "tire-me imediatamente esta merda de tijolo da minha vista, que eu quero uma casa em condições". O senhor fiscal vai dizer que é aquele tijolo que está no orçamento e a Palmier responderá "qual é a parte e "tire-me imediatamente esta merda de tijolo da minha vista, que eu quero uma casa em condições" que ainda não percebeu?", assim mesmo, com aspas dentro de aspas e tudo.

    (se lhe custar dizer certas palavras, afinal é uma pessoa com educação, pode substituir "tijolo" por "peça de cerâmica estrutural")

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahhahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahhahahahahahahahahahahhahahahahhahhahahhahahhahahhahahhahhahahhahaahhahahahahahhahahahahahhahahahahhahahahahahahhahahahahahhahahahahahahhahahahahhaha

      Isso enquanto filmava para depois pôr no blog, claro! :DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  8. A Grande Obra tem grandes áreas envidraçadas? Que vidro vai colocar, por Zeus?

    Mande parar isso, eu vou aí ver o que ainda se poderá salvar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Toda a fachada tardoz!

      (não sei, não sei! Socorro!!!! :DDDDDDDDDD)

      Eliminar
    2. Por amor de grande Zeus, livre-se de colocar vidros duplos com gás no interior!
      Até pode poupar A/C no verão, mas gasta muito mais caldeira no Inverno!!
      Just saying...
      :)

      Eliminar
    3. Não me deixem louca! Não é caldeira nem ac, é uma coisa qualquer com àgua que faz frio e calor! Também é mau?!

      Eliminar
    4. Depende... :)
      Da localização da Grande Obra;
      Da orientação solar da Grande Obra;
      Do tipo de utilização/ocupação da Grande Obra;
      Enfim, toda uma miríade de variáveis que complicam a equação! Muitas vezes a melhor solução térmica não é a melhor solução económica. E vice-versa!!
      É falar com o Xôr Inginheiro que calculou isso tudo e pedir para explicar tudo muito bem explicadinho... :)
      Muito boa sorte sim? Vai precisar... :))))))

      Eliminar
    5. Um termoacumulador? A consumir uma energia que não é primária?!!!!


      (céus...)

      Eliminar
    6. Não é nada um termoacumulador!!! É uma coisa que não sei o nome, já estive para ir assaltar as gavetas do meu consorte, não sei onde é que ele guardou o contrato de empreitada com o caderno de encargos! Também queria dizer umas coisas técnicas e não consigo! Estou desesperada! :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    7. Chiller e caldeira? Com tubagem única para a água?

      Eliminar
    8. não desespere cara Palmier. quando vamos ao médico ele também não nos está a explicar a composição química dos medicamentos. é confiar nos projectistas.

      Eliminar
    9. Informe-se bem e estude tudo, não vá a Grande Obra ficar uma Grande C....!

      Eliminar
    10. Falámos nessa possibilidade, mas também não é uma bomba de calor...

      Eliminar
  9. por cima dos vidros ficaria com excelente isolamento.

    agora fiquei preocupado com a parte eléctrica e de telecomunicações. que equipamento está previsto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sei!
      (Acho que me vou suicidar... :DDDDDDDDD)

      Eliminar
  10. Meu Deus! Palmier, em tão pouco tempo um sonho transformou-se em pesadelo, ainda ontem pensava ter a melhor e mais bela alvenaria do mundo, venho prestar a minha solidariedade.

    (entretanto, fartei-me de tirar apontamentos, estou até com vontade de arranjar uma Grande Obra à pressa, para poder, toda ufana, exibir os meus atuais conhecimentos perante o olhar embasbacado dos senhores da obra)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vida é uma montanha russa, Cláudia. Um dia estamos lá em cima, no outro estateladas no chão. :DDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  11. Era uma Grande Obra
    Muito engraçada
    Não tinha teto
    Não tinha nada
    Ninguém podia
    Entrar nela, não
    Porque na Obra
    Não tinha chão
    Ninguém podia
    Saber se oscila
    Porque o reboco
    Tinha termoargila
    Ninguém podia
    Subir na rede
    Porque na Obra
    Não tinha parede
    Ninguém conhecia
    Bem os protocolos
    Porque a Obra
    Tinha maus tijolos

    De que era feita
    Ninguém revela
    Mas é escorreita
    E tem muita janela.

    ResponderEliminar
  12. É aproveitar e pedir isenção total de IMI invocando o uso do Tijolo Correio da Manhã.

    ResponderEliminar