quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Há já muito tempo que não me davam uma ideia tão boa!



Mas eis que, das sombras e para animar as hostes, surge Isabel Santos com uma proposta absolutamente inovadora: A criação da Entidade Reguladora da Blogosfera (doravante referida como ERB). E a ERB, para além de competências fiscalizadoras e sancionatórias, teria competências normativas para aprovar o regulamento de funcionamento da blogosfera. E eu estou tão animada com a ideia que desde já me ofereço para o redigir. E, digo-vos... até já o estou a imaginar...

...Artigo 131º
 Referência à Saia da Neuza

Quem ousar referir a saia da Neuza num qualquer post é punido com pena de prisão de 8 a 16 anos.

Artigo 132º
Referência Qualificada à Saia da Neuza

1 - Se a referência à saia da Neuza for produzida em circunstâncias que revelem especial censurabilidade ou
perversidade, o blogger é punido com pena de prisão de 12 a 25 anos.
2 - É susceptível de revelar a especial censurabilidade ou perversidade a que se refere o número 
anterior, entre outras, a circunstância de o blogger:
a) Emitir a sua opinião sobre a saia da Neuza, sem que a mesma tenha sido solicitada;
b) Afirmar que a saia é feia com o único objectivo de aumentar o sofrimento da Neuza;
d) Ser determinado por avidez, dor de cotovelo e inveja da saia da Neuza, ou por qualquer outro motivo torpe ou fútil;
g) Cochichar sobre a saia da Neuza juntamente com, pelo menos, mais dois bloggers;
h) Utilizar palavras venenosas ou qualquer outro meio insidioso para se referir à saia da Neuza;
i) Agir com frieza de ânimo, com reflexão sobre os meios empregados ou ter persistido na intenção de 
produzir um post sobre a saia da Neuza por mais de vinte e quatro horas;

Oh pah... a mim, parece-me uma ideia genial! E vocês, o que acham? Gostam? Aprovam? Vamos avançar com isto? Digam-me tudo!




50 comentários:

  1. Palmier a blogo-legisladora! Já!

    ResponderEliminar
  2. Então isto quer dizer que podemos falar nas calças da Tânia na mesma, não é?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahhahahahahahahahahahahahahahahhahahahahahaha
      Até ver, ainda não fiz um artigo sobre as calças da Tânia! :DDDDDD

      Eliminar
  3. Acho a ideia excepcional!!
    Cria a ERB, e se precisares de trabalhadores, conta comigo!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro! Vou arranjar um tachinho para todas vocês! :DDD

      Eliminar
  4. Dada a gravidade dos factos, acho as penas demasiado curtas. Podemos pelo menos propor cumulo jurídico?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hummm... realmente... és capaz de ter razão! Se calhar, devíamos repiscar aquela ideia da pena de morte!? O que achas?

      Eliminar
    2. As penas previstas no Regulamento parece-me demasiado leves, sugiro trabalhos forçados ou ter de usar a saia durante 24 horas.

      Eliminar
    3. Ahahhahahahahahahahhahahhahahhahaahhahahahahahahahahhahhahahahahahhahahahahahhaha
      Usar a saia é capaz de ser a pior pena que se podia inventar! :DDDDDDD
      É um castigo digno da santa inquisição! :DDDDDDD

      Eliminar
    4. Só mesmo neste país... crimes tão hediondos com penas tão leves. Vou ali comprar uns shorts assim pro muito curto e ai de quem ousar dizer que não tenho pernas para eles... Forca!

      Eliminar
  5. Oh bolas! mas isso quer dizer que não posso falar da saia da Neuza? Mas porque? A saia da Neuza é tão horrível e feia e tem tanto material de que falar. Porque????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto, material, não lhe falta! É tão comprida e rodada que devem estar ali para cima de 50 metros de tecido! :DDD

      Eliminar
  6. especialmente delicioso o ter escolhido o n.º 131... :D

    ResponderEliminar
  7. Eu adorei as 2 referências a post's! Porque raio a senhora Isabel põe apóstrofes onde não deve?
    Deve ser punida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, sim! Vou dedicar um artigo especial a estes erros! :DDDD
      (com penas pesadas, evidentemente!)

      Eliminar
  8. Então os comentadores passarão a acessórios no delito, e LOL, aahahahahahahahahahahahah, ehehehehehehehehehe, :). :D. "O que já me ri com isto" expressões que fundamentam a prática de crime continuado, e cuja utilização passará a ser regulada pela ERB.
    Passará o a ERB também a determinar o corpo do delito, neste caso particular , a saia do delito ( que diga-se de passagem devia ser enclausurada pelo deslocamento de retina que me provocou com um simples olhar).

    Apoio a legislação !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahhahahahahahahahahahahhahahaha
      Com deslocamento de retina, ou sem ele, vão todos "dentro" como cúmplices! :DDD

      Eliminar
  9. Até que enfim!
    Acho muito bem que isto já me começava a parecer o Far West, sem rei nem roque (ROC? Rock?)
    :DD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como não tem Roque, Sexinho? ....
      (Bisarma gorda.... Ring a bell?)

      Eliminar
    2. Ahahahahahahahahahahah
      Lembrei-me disso quendo estava a escrever!
      Bom, então só não tinhamos lei porque de Roque já estamos servidos!
      :DD

      Eliminar
    3. Ahhahahahahhahahahahahahhahahahahahahahah
      :DDDDD

      Eliminar
  10. ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah Não acredito! isto é tão bom! ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah ah
    Palmier, por obséquio avise quando a ERB entrar em acção, tenho cá para mim que serei gaseada após uns anos de trabalhos forçados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui, ui... em entrando em acção, vai ser o Deus me acuda! :DDDDD

      Eliminar
  11. Adoro o verbo cochichar

    (Isabel Santos ou Isabel dos Santos? Faz toda a diferença...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cochichar é óptimo, normalmente cochicha-se num cantinho, com a mão sobre a boca e num sussurro!
      (Ui... ainda me faz uma OPA hostil ao o blog!)

      Eliminar
  12. Que ideia genial. Mas... não virá a Sr.ª D. Isabel Santos reclamart a ideia como sua. Se calhar consultavas a senhora antes de te abalançares nisso. Pelo sim pelo não, estou à porta da fnac a fazer fila (primeiras!) para a sessão de lançamento. Espero conseguir o primeiro exemplar de uma edição de limitada e de luxo, com capas de couro (ou deverei dizer coiro? nunca sei estas coisas).

    ResponderEliminar
  13. Quer dizer que posso ser punida como cúmplice? Quando a ERB entrar em vigor não sei se volto cá. Isto é assustador, quase tão assustador como a saia da Neuza.

    ResponderEliminar
  14. O que nos vale é a não retroactividade da lei penal, caso contrário acabávamos todas na carregueira (a prisão chique e para crimes violentos como o nosso) envergando, cada uma de nós, uma réplica da saia da Neuza... Cruzes! O blogo-crime não compensa...

    ResponderEliminar
  15. Ahahahahahahahah! Eu bem sabia que a Palmier também tinha uma avózinha que a ensinou a levedar a massa.
    Ahahahahahahahah! Foi o melhor que já vi na blogosfera e não páro de me rir com estas bem-aventuradas Neuzas e Conselheiras. Vou a correr mudar de cuecas. Ahahahahahahah!

    ResponderEliminar
  16. É pá!! Sugiro (217º): Quem, intencionalmente obter para si ou para terceiro blogofama ilegítima, por sugerir que a saia da Neuza é fashion e deve ser vestida, por meio de erro ou engano, e com isso provocar a outrem prejuízo visual sério, é punido com pena de prisão até 3 anos ou com pena de multa.

    ResponderEliminar
  17. i) i) i) i) i) i) i) iiiiiiiiiii está o máximo !!!!!!

    ResponderEliminar
  18. Já li inúmeros comentários referenciando a saia da Neusa como horrorosa, também não gostando particularmente da dita, fiquei foi horrorizada com as conjugações propostas... livra

    ResponderEliminar
  19. OMG! Ainda estou a rebolar a rir... O Artigo 131º rules!

    ResponderEliminar
  20. vou levar para a cova o que acho da saia da Neuza
    porque eu cá tenho medo de opinar

    ResponderEliminar
  21. Censura na blogosfera é um oxímoro mais gritante do que "Neuza" e "bom gosto"...

    ResponderEliminar
  22. Vamos ser foras-da-lei, para podermos desafiar a saia da Neuza para um duelo, enquanto passa a música de Morricone, lolol.

    Que post maravilhoso, este da ERB!

    ResponderEliminar
  23. Palmier, Palmier, não sei se já iniciou a redacção legiferante, mas tenho uma muy boa frase por onde começar, inspirada no CPP de 1931 do Ministério da Justiça e dos Cultos (parece um nome do harry potter, mas não, é do tempo ultramarino português):

    "Usando da faculdade que me confere o n.º xpto do artigo tralalá, por força do disposto no artigo trolaró do regulamento da blogolândia, sob proposta dos altos leitores de todas as repartições:
    Hei por bem decretar, para valer como lei, o seguinte:"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ministério da Justiça e dos Cultos é GENIAL!
      Ahahahahhahahhahahahahahahhahahahhahahhaahahhahahahahahaha
      Estás contratada! :DDDDDDDD

      Eliminar
    2. "dos Cultos" , é não é? aquela rapaziada do tempo da outra senhora era um espectáculo, os salazares e os júlios ernestos de morais sarmento, gente de categoria (fora de gozo, diz quem sabe - eu não incluída, que não sei nada - que o antunes varela é que sabia disso da legiferação, por isso, olha, já tens onde te inspirar :P

      Eliminar
    3. *ou melhor, em quem te inspirar

      Eliminar
    4. Oh, se sabia! Que eu aprendi com ele!
      (velhinho, velhinho, foi o melhor professor que tive na faculdade)

      Eliminar
    5. Oh Palmier, e este juramento (também dos mesmos autores de há bocado):
      Vós prometeis pela vossa honra examinar com a mais escrupulosa atenção a causa que se vos
      apresenta, não trair nem os interesses da sociedade nem os direitos da inocência e proferir
      a vossa decisão sem que vos deixeis mover por ódio ou afeição, não escutando senão os
      ditames da vossa consciência e íntima convicção com aquela imparcialidade e firmeza de
      carácter que é própria do homem livre e honrado?».
      Resposta: “Assim o prometo pela minha honra”.

      Não era lindo fazeres uma cerimónia , com a devida entrega de cabazes com cremes nívea cremes do DIA para a celulite, em que as bloggers juravam assim ?

      Eliminar
  24. Eu não sei quem é a Neuza nem isso da saia, mas sei de legisladores e tu davas um fantástico :)
    Quase que te perdoo aquilo de não gostares da constituição.

    ResponderEliminar