sexta-feira, 6 de maio de 2016

Ajustando a História

Hoje enquanto tomava o pequeno-almoço sentaram-se ao meu lado três -percebi depois- colombianos, acompanhados dos seu guia turístico português. E enquanto duas das colombianas experimentavam o chocolate quente que tinham pedido, o guia explicava que em Portugal se bebe muito chocolate, de manhã, à tarde e à noite, e foi nessa altura que eu comecei a tomar atenção à conversa, uma vez que não estava a par deste hábito tão português que é o de começar e acabar o dia com uma caneca de um fumegante de chocolate quente, mas ele dizia entusiasmado que era mesmo assim, que este hábito vinha de há muitos séculos, da nossa história, do tempo em que chocolate era trazido de Timor e da Índia nas caravelas, e que como era muito apreciado aqui na metrópole até se lhe costumava chamar “ouro negro”. E eu por momentos ainda pensei que estava a ler um daqueles posts do Tio Pipoco, aqueles do baralha e volta a dar, mas não, olhei para a cara do senhor com muita atenção e ele estava a falar muito a sério.


40 comentários:

  1. Se calhar o guia queria fazer crer aos turistas que estávamos na Galiza. Não disse que também comíamos "churros" com o chocolate ? ( Horrível, por sinal)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cá para mim ele deve estar convicto que na Galiza se comem bolos de amêndoa do Algarve :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Vou agora almoçar e não me vou esquecer de finalizar com uma boa caneca de chocolate quente. As tradições não se devem perder.

      Eliminar
    3. Força nisso! Vamos preservar a nossa história!:DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  2. Índia dos chocolates. Ainda me lembro do dia que lá fui e comi uma feijoada. Top!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É toda uma tradição chocolateira na Índia! :DDDDDDDDDD

      Eliminar
  3. Credo... não terminei o meu comentário! E a cara dos Colombianos? Foram na converseta?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente! Estavam a ouvir aquilo super atentos enquanto acenavam que sim com a cabeça! :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Yap! Falava com o empregado de mesa em português de Portugal.

      Eliminar
    2. Só um reparo: Guia-Intérprete. Um guia turístico é um livro (guia de viagem).

      Eliminar
  5. Eu todos os dias de manhã não me esqueço do meu chocolate quente vindo directamente da Índia, única e exclusivamente para mim!!! Chocolate Timorense opto por beber à noite... Nem o dia me corre da mesma maneira se não bebo estes belos chocolates!!! ;)

    ResponderEliminar
  6. Os colombianos não eram menos burros que o guia. tinham obrigação de saber de onde é originário o cacau, afinal é a terra deles, a América Latina. Ups.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o café, deviam saber para onde o exportam ;)

      Eliminar
  7. Ai é?
    Olha, não fazia ideia!
    As tradições fantasticas que os guias turisticos afirmam que nos temos, já viste?

    É realmente espectagnífico! Diria mesmo Bestófenomenal...

    :)

    ResponderEliminar
  8. Pipocante Irrelevante Delirante6 de maio de 2016 às 15:06

    Esqueceu-se de acrescentar que o chocolate quente é consumido preferencialmente nas zonas interiores de Portugal (entre Castelo Branco e Estremoz), em especial entre finais de Maio (para comemorar o dia 13) e inícios de Setembro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até há a conhecida festa do Chocolate Quente, a 15 de Agosto, em Beja! :DDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  9. Saem daqui mais gordos e mais burros mas felizes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é que importa! O resto... enfim... são histórias :D

      Eliminar
  10. ahahahahahahahah

    (não seria um taxista ali daqueles das chegadas do aeroporto a fazer umas horas extras???)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sei lá. Todas as hipóteses estão em aberto! :D

      Eliminar
  11. Ahahahahah, muito bom. E ainda por cima Ouro Negro. Deve ser bom beber petróleo, deve... Quem nos dera! :):):

    ResponderEliminar
  12. Palmier, sabe o que aconteceu ao sr.ministro e Maria Alice?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é que nos aconteceu, que eu não dei por nada?!

      (Logo agora que eu estou a atravessar um momento tão emocionante no hotel, apercebo-me que me aconteceu uma coisa qualquer que nem sei o que foi?!)

      Eliminar
    2. Voltou, Sr.Ministro! Graças a Deus!

      Eliminar
  13. Até havia aquele grupo mt conhecido 'Duo ouro negro' q tinha como símbolo uma barra de chocolate! Com o advento do chocolate branco, eles desapareceram por não aguentarem que a tradição fosse de tal modo corrompida!

    Calíope

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :DDDDDDDDDD
      Ainda estão a tentar recuperar do choque!

      Eliminar
  14. A Pirosa Mais Doce6 de maio de 2016 às 20:47

    Nada me espanta depois de ter ouvido um americano pedir-me para o levar à estátua da cabeça do Napoleão, que um taxista lhe mostrou à vinda do aeroporto enquanto lhe contava a história do português que o decapitou (era o monumento ao Sá Carneiro).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahhahhahahahhahahhahaaahahahahahhaahahahahahhahahhahahhahahhaahhaahhahahahahahahahhahahahhahahhahahahhahahhaahahhahahhahahhahahhahahahahahhahahahahahhahahahahahahahhahahhahahhahhahahhahahhahahhahhahahahhahahahahhahahahhahahahahahhahahahahahahhahahahahahhaha

      Eliminar
  15. Ahahahahahah... Isso infelizmente é tÃo comum. Tantas são as vezes em que impingem patranhas aos turistas coitados... lembro-me de uma vez em que havia um tipo que para roubar o segredo de uma iguaria, matou o detentor e enterrou-o no quintal, só vindo a ser descoberto " in a dig" ( esta parte matou-me !!! ) anos mais tarde. Esta história estava a ser contada num tom de voz baixo e as pessoas estavam tão convencidas daquilo tudo, que não resisti em meter a colherada. :) :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :DDDDDDDDDD
      Eu cá fiquei só de boca aberta :D

      Eliminar
  16. Atão não sabes que sim? o chocolate? sempre foi a nossa tradição, só-tu-é-que-não-sabes. Não és PT :)

    ResponderEliminar
  17. Em linha com a tradição de beber vinho do Porto ...

    ResponderEliminar