domingo, 22 de maio de 2016

Porque não podemos fugir ao nosso destino

Tudo começou com uma situação aparentemente inocente. A blogger, na sua condição de mãe extremosa, estudava História com sua filha, fazendo-lhe perguntas com base nos apontamentos que esta havia feito. A princípio, quando leu aquela palavra, pensou tratar-se de um simples erro ortográfico, mas logo concluiu que não, uma vez que o Google lhe garantia que aquela era uma palavra com existência. E então a blogger acrescentou-a ao seu dicionário mental de palavras supérfluas, uma vez que não tinha memória de com ela ter contactado nos seus inúmeros anos de existência. Acontece que logo no dia seguinte foi surpreendida pela palavra num livro que lia descontraidamente, e então a blogger congratulou-se por ter conhecimento do seu significado e anotou a coincidência, não lhe dando no entanto mais importância do que aquela que se dá a uma qualquer coincidência. Mas ao terceiro dia a blogger voltou a deparar-se com a palavra, leu-a por duas vezes num novo livro que havia começado nesse mesmo dia e aí ficou muito espantada, afinal aquela palavra estava por todo o lado sem que a blogger tivesse algum dia dado por ela e só então se apercebeu que aquela situação que tinha apelidado de inocente e que de inocente nada tinha, havia despertado a palavra de longos anos de inactividade! A palavra, inconformada por ser desconhecida, fazia agora questão de se fazer notar e lutava com todas as suas forças para recuperar a fama de outrora. A situação começou a ficar verdadeiramente assustadora quando a blogger, fazendo a sua ronda pela blogosfera, se depara novamente com ela, e lá estava a palavra, insidiosa, a intrometer-se em posts alheios, sempre presente, arreganhando os seus dentes diabólicos à pobre blogger que, horrorizada com a perseguição de que estava a ser alvo, fechou a tampa do computador com estrépito e com a respiração descontrolada compreendeu finalmente o horror. A palavra "homiziado" era sua stalker.

9 comentários:

  1. Pior, muito pior, é perceberes que, além de foragido, homiziado pode significar encoberto. :)))))))

    You can run but you can't hide.
    Podes correr mas não te podes homiziar da palavra homiziado. :))))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Schhhh! Cautela com o que dizes que ela anda sempre aí a rondar! :D

      Eliminar
    2. Pois anda, no teu nick :))))

      Eliminar
  2. Em jeito de resposta:
    Não podemos fugir ao nosso destino para não sermos homiziados.

    (Tal como tu, desconhecia)

    ResponderEliminar
  3. Mias vale renderes-te. Homiziado para tudo :)

    ResponderEliminar
  4. Há palavras assim...
    ...umas são chatas, outras psicóticas, outras Stalker...
    ...até há algumas que fazem lembrar o gajo da 50 sombras (basicamente stalkers psicóticas)...
    Mas tb há palavras porreiras e fixes e sei-lá-mais-o-quê!

    Nunca julgues uma palavra à primeira vista! Afinal pode até nem ser Stalker e estar simplesmente a seguir pelo mesmo caminho...

    :)

    ResponderEliminar