sábado, 28 de maio de 2016

E a tua mãe também estudava contigo, Palmier?

Sim, lembro-me sobretudo da matemática. Era uma tortura. Ela a adorar, a vibrar imenso com aquilo, e a mim até se me dava um tique no olho. E o meu pai com a Física, era a loucura, à terceira frase já eu tinha perdido o fio à meada, ainda eu estava a abrir o livro e já ele ía lá à frente, na Teoria das Cordas e nas profundezas da física quântica.

(e no entanto aprendi sozinha que nunca é bom sermos muito definitivos nesta questão da parentalidade...)


4 comentários:

  1. Ahahahahahahahahahah Não adianta... É tudo pessoal cheio de certezas...

    (Ainda estou para perceber como se pode não gostar de Matemática ou de Física...)

    ResponderEliminar
  2. Eu cá, desde que tive sobrinhos, aprendi cedo a não dar bitaites a respeito da educação que cada um dá aos seus.

    ResponderEliminar
  3. Um dia pedi ao meu pai, aluno de honra do Técnico, uma ajudinha com as equações. Essas simples de primeiro grau. Explicou-me logaritmos a dado momento.

    ResponderEliminar