sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Aviso à navegação: o nosso encontro de amanhã passou para a Praça doComércio


22 comentários:

  1. Pipocante Irrelevante Delirante20 de outubro de 2017 às 19:41

    A manif devia ser em S Bento.
    Tacar fogo naquilo, e o sec Estado que fosse proativo e defendesse aquilo das chamas enquanto os bombeiros não chegassem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É muito mau da minha parte se confessar que este comentário conseguiu sacar de mim o primeiro sorriso no que toca a esta matéria?!

      Eliminar
    2. Já somos várias :(

      Eliminar
  2. Palmier,
    vivo na Escandinávia e voo esta noite de propósito para a manifestação.
    Mmuito obrigada, iria para a Camões.

    ResponderEliminar
  3. Porreiro,
    de novo, não virem manifestar-se aqui, no exacto spot das chamas.
    ____
    A minha ironia é honesta, genuína, vivo nisto, no aqui, onde precisamos disso (e eu só vivo aqui há uma década mas, como muita gente, estão aqui, no 'interior desertificado', as minhas origens).

    Tantos €€ na construção da casex, das telas, e nada de mover o povo para onde ele falta?

    E não, não me move a inveja, qualquer síndrome de pobreza, etc.
    O que me move, de facto, são as árvores, os arbustos, os animais:

    - as raízes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percebi o comentário, Alexandra... acha que a sociedade civil não deve pressionar o Governo para que todas as medidas sejam tomadas para que o que aconteceu aí, onde vive, onde estão as árvores e a natureza, os animais e as raízes, não volte a acontecer?

      (agora posso garantir-lhe que, aquilo que podia fazer para ajudar num primeiro momento e à distância, já fiz, nomeadamente através da Caritas e da Ordem dos Veterinários, que foi quem, mais rapidamente, conseguiu disponibilizar alimentos para os animais. Quanto a mover pessoas para o interior, acho que, infelizmente, não tenho esse poder...)

      Eliminar
  4. lá estarei. por todos e pelos "meus" que não podem estar. pela minha tia e pelos meus primos, pelo sr. Carlos e a D. fernanda, que perderam a carpintaria e os cultivos, e pela Susana, marido e crianças, que perderam tudo, expecto a vida. pelo verde, fauna e flora, que sempre fizeram parte de quem sou.
    bem de certo que precisam de ajuda concreta, bens materiais e apoio psicológico, mas agradeceram-me (inacreditável! eles agradeceram-me) por gritar em Lisboa por eles hoje. nem que fosse só eu no terreiro do paço, já valeria a pena.


    achar que exigir ao estado mudança de rumos, politicas e leis, depois de uma tragédia (duas, aliás) é "partidarite" ou entretém da malta da cidade, só porque o governo é de esquerda, é do mais abjecto a que tenho assistido.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E não exigir essa mudança de rumos, depois desta tragédia, quando o governo é da nossa cor política é o quê? Fazem agora o que criticam aos outros ter feito antes...
      (Completamente de acordo consigo, Flor)

      Eliminar
  5. e o teu comentário, Alexandra, é infeliz. todo ele.

    ResponderEliminar
  6. Se não tivesse conhecimento da tua malapata com a CML, até acreditava que a tua comoção fosse genuína e isenta, mas esta tua revolta vem muito de trás. Apenas estás a usar os fogos, as mortes, como pretexto para exorcizares os teus fígados e pedires a demissão do Costa, ou melhor, a queda do Governo. Quanto à tua amiga Picante, nem é preciso dizer nada, até se baba de tanto ódio. Não olham aos meios para chegarem ao vosso fim, deviam ter vergonha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho uma malapata com a CML (essa entidade que não é tida nem achada para este assunto)?! Pá... ainda bem que me diz, para eu ir já tratar disso!

      A diferença entre nós os dois, Anónimo, é que eu acho que, independentemente do Governo ser de esquerda ou de direita, há requisitos mínimos a que está obrigado. Salvaguardar a vida dos seus cidadãos e ter um plano eficiente de protecção civil, é um dos requisitos básicos duma sociedade minimamente civilizada. É meu dever exigir que as coisas não sejam feitas à base do improviso. Querer fechar os olhos a isto é de uma hipocrisia constrangedora.

      Presumo que, nessa sua visão distorcida da realidade, todas as pessoas que hoje forem ao Terreiro do Paço -sejam muitas ou poucas- o façam apenas e só porque têm contas antigas a ajustar com o Governo...

      Eliminar
    2. As coisas que as pessoas dizem, particularmente numa altura como a que vivemos.
      Caramba.
      Enquanto há gente assim o país bem pode arder que nada se pode dizer.

      Fossem todos como a pessoa do comentário acima (da escandinávia) e seríamos certamente melhores pessoas e cidadãos.

      Eliminar
    3. É não ligar Palmier... Estes são os incendiários das caixas de comentários. Nem pensam o que escrevem (espero eu...). É só mesmo para ver o circo pegar fogo. Espero eu.

      Eliminar
  7. Pipocante Irrelevante Delirante21 de outubro de 2017 às 14:18

    Há pessoas pequeninas.
    Agora a indignação é devido ao governo ser de esquerda. Ou de eu estar aziado (que belo termo) porque o pres da junta do PS não me deixou construir um muro.
    Temos de relevar, de deixar as pessoas trabalharem.

    Chamaria hipocrisia, mas é apenas estupidez.
    Hipocrisia vem da esquerda ortodoxa, esses que no dia a seguir às eleições prometem (e cumprem) luta nas ruas, mas que agora andam calados que nem ratos e pasme-se, são contra moções de censura.

    ResponderEliminar
  8. Eu estou prestes a desistir deste país. Não é possível sobreviver a tanta parcialidade e cegueira. Não é.
    Porque o governo é de esquerda não erra? Porque o governo é de esquerda não se pode criticar. Porque aconteceu uma tragédia, mas o governo é de esquerda não se pode exigir melhorias? Já vi das justificações mais idiotas, insinuações de manipulação, de aproveitamento político, eu sei lá (a abécula do galamba diz que o PR se aproveitou da situação frágil do governo...) sobre isto. O desvio de dinheiro da conta da CGD para a hospitais a ser tido como ‘boa ideia’ e justificada??
    Independentemente de tudo o resto, no fim de semana passado com os avisos do tempo, da seca, do furacão e tudo mais o governo decidiu não acionar mais meios, e como consequência disso morreram mais 40 pessoas. Ninguém pode aceitar isto. Ninguém devia aceitar isto!
    Maria

    ResponderEliminar
  9. Para a semana pode haver mais tragédia. Vamos ver!
    Até agora nada nos jornais sobre a manif!
    Cambada...

    ResponderEliminar
  10. Não há notícias da manif.
    Estamos no tempo da outra senhora ou quê??!

    ResponderEliminar