sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Como se criam os boatos ou, mais um bocadinho e sou raptada...

Como a carrinha da escola de filha não dá a volta junto de minha casa, contratei um senhor que passa pelo meu trabalho, leva o meu carro, apanha filha na escola, leva-a a casa e, depois, volta para me deixar o carro (uma espécie de motorista por uma hora). Acontece que, como a escola é muito perto do emprego, eu gosto de ir com ele para ver filha durante cinco minutos sendo que, de seguida e no caminho de casa, ele me deixa no trabalho.
A verdade é que saio todos os dias com ele às 16h00, hora em que termina um dos turnos aqui do estaminé e somos cuidadosamente observados por essas pessoas.
Até que podia ser (bem!) pior… mas, o boato que se criou foi o seguinte:
“As coisas estão tão más que a Doutora (conforme já tive oportunidade de vos dizer, é este o meu verdadeiro nome) até já tem de andar de guarda-costas”  

17 comentários:

  1. Dra, temos o mesmo nome, que giro! Até vem nos cartões bancários (mesmo que eu peça para não ter). Chato é quando, no estrangeiro, nos pedem o passaporte para confirmar a titularidade do cartão e, no passaporte só aparece o meu segundo nome e apelidos...

    Marta

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos homónimas! Melhor que Doutora, só Ministro. Como o presidente da Câmara de Mafra... que é Ministro desde que nasceu! :DDD

      Eliminar
    2. não deixem que vos tratem assim pá...
      eu sou tão anti-doutores que vocês não podem supor, dá-se-me uma espécie de Tourette, mas em perguntas de medicina

      Eliminar
    3. Ahahhahahahahahahahahha
      Xuxi, é incontrolável! Não vês o Álvaro... que chegou cá todo tu cá tu lá... olhe não me trate por Ministro... trate-me por Álvaro! Caiu imediatamente em desgraça!
      Mas pronto... tu tem calma que eu não quero ver um Renato Seabra a sair de dentro de ti! :DDD

      Eliminar
  2. Pior foi moi même, também Doutora contra sua vontade (ainda nem tinha terminado a licenciatura), ter enfiado o cartão MB num parquímetro (a justificação está no post sobre o Alentejo e a NASA, só pode) e uns meses depois receber chamada do banco "Dra., encontrámos o seu cartão num parquímetro". Estou ruborizada.

    ResponderEliminar
  3. Com todo o respeito mas podia ser ainda pior! Podiam pensar, e pior verbalizar que a "doutora" tinha um amante!

    ResponderEliminar
  4. ah ah ah! Agora estou a fantasiar sobre a musculação do motorista...

    ResponderEliminar
  5. Mas, dótura... o chaufeur não usa farda?!?!

    ResponderEliminar
  6. Só mais uma coisinha sôtora, desculpe o incómodo, mas quando pudesse pedia fáxavor à sua secretária que lhe lesse o meu e-mail? Agradecida.

    ResponderEliminar
  7. Eu acho que já o vi... é cara chapada daquele tipo do andaime do comercial da Diet Coke- 11:30h Diet Coke Break ... até faz torcicolos...

    ResponderEliminar
  8. Eu gostava tanto de ser Doutora no meu trabalho - na qual, por acaso, sou o topo da hierarquia, assim dizendo, mando nesta merda toda - sou também a "Menina que está tão grande e nós vimos crescer"... E mais giro ainda é que as minhas funcionárias têm um senhor como o que tu tens - que vai e vem - e eu não!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Gi... oh pah! Tem lá calma! O meu pai tem 72 anos e continua a ser o "Menino Zé"... se ele aguentou... tu também vais conseguir! Quanto ao senhor... não tarda, ele aparece aí! :)))

      Eliminar
  9. Ó Palmieri, tu tem cuidado e não deixes essas gentes saberem do episódio com o saco de lingerie...tarda nada estão a fazer ligações maldosas entre a lingerie, ausência de consorte e motorista...
    Ps- eu também sou Doutora (primeiro nome para o banco ainda que à minha revelia;veêm as habilitações literárias e zunga, espetam-me com o Dra.; já pensei dizer que só tenho a quarta classe) e ao contrário do que sempre fiz (questão de dizer que o meu nome é ....) começo a deixar que me tratem por Dra.; infelizmente muita gente confunde a "obra prima do mestre, com a prima do mestre d´obras" e toma-se de confianças que eu não dei porque acham que " ah, a gaja é uma porreirona! Nem quer ser tratada por dra!) e depois às vezes tenho de puxar dos galões!

    ResponderEliminar
  10. Mas vá lá vos sois doutoras,e o nosso Governo que está juncado de doutores e engenheiros,só porque se lembraram de ir no fim de semana visitar uma faculdade qualquer,péra lá;a Uena Buena não é dótora e a srª do banco teimava em espetar no cartão,Drª tal e tal.se a Palmieri morasse aqui no Alentejo que agora já é famoso,era a Drª e claro o dito homem era o amante.

    ResponderEliminar