quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Vamos fazer aqui uma pequena suposição...

Se eu vos pedisse para me mandarem o link do vosso próprio blogue para que eu pudesse apreciar o respectivo conteúdo (com a promessa de os publicitar aqui na barra do lado, caso gostasse. Não que alguém tivesse algum interesse em aqui publicitar o seu próprio blogue mas, enfim, trata-se de uma mera hipótese académica) e, vocês, para isso, tivessem de se auto-elogiar, explicando-me por A mais B porque razão valia mesmo a pena ler-vos, porque razão vocês eram extremamente originais, diferentes e com inúmeros atributos que os outros não têm… vocês conseguiam fazê-lo?

Ora imaginem…

“Olá,
Aconselho-te a ler o meu blog porque considero aquilo que escrevo extremamente divertido. Eu, pela parte que me toca, rio-me imenso com os meus escritos! Eu, aliás, leio apenas o meu próprio blogue por o considerar o mais original de todos, e isso faz com que o mesmo tenha, pelo menos, um atributo que os outros não têm. Tem-me a mim como leitora. Não hesites! Lê-me! Tenho a certeza ficarás tão deslumbrado comigo, como eu própria me encontro!"

Conseguem imaginar? (???)

É que a mim parece-me que, se fossem capazes, isso era razão mais do que suficiente para, assim por alto, vos excluir, para todo o sempre, das minhas leituras diárias…

30 comentários:

  1. ahahah

    Eu consigo! Acabei à pouco de escrever a minha Into o que deveria ser o Sobre. Sim porque sinto a necessidade de tal.

    Ora começa de modos muito simpático, sou gira e tal(...)

    "Qual a minha sensação de espanto quando afinal aquele apogeu de escrever sobre mim, não nada. Ambrósia somos? Claro que sim. Para divinos e imortais cá está a raça humana. Existe melhor artefacto no planeta, além universos, do que os humanos? Raça pura, assim lhes chamaria. Não passamos de uns merdas a destruir uns aos outros, a destruir o planeta e animais que cá viviam antes de nós. Quem diz antes de nós diz antes da maçã, que não reste nenhuma duvida relativamente a essa questão.

    Acredito afincadamente que Deus dá dentes a quem não tem unhas, ou não seria essa a Sua obrigação. O uso que demos e continuamos a dar aos dentes talvez não seja a melhor causa da coisa. Mas vá lá negativismos para quê, somos Ambrosias! Tudo podemos, tudo queremos."

    Ahahah Ai deus não publiques isto!! Que horror.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sara,
      Não posso não publicar... os comnentários não estão moderados...
      Acho que estás no bom caminho! Com uma apresentação assim irás, certamente, bastante longe! :DDDD

      Eliminar
  2. Ahahahahahah
    Às vezes penso se não deveria seguir-me a mim própria de tal forma gosto do meu blog!
    Ahahahahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :DDDD Também é uma hipótese bastante presente para mim! :DDD

      Eliminar
  3. Benzamedeus que pensei logo "big no"

    ResponderEliminar
  4. Este era o tipo que se sentia Deus ao dar/tirar/prolongar as vidas das personagens do livro/guião/soneto em decassílabo que ele escrevia. Agora quer ser blogodeus... Livra!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pior que isso, são as pessoas que, aparentemente, se submetem à apreciação...

      Eliminar
    2. Mas para quê?! Para ganhar uma viagem a Bali? Para ter comida paga por um ano? Para poder saltar da cápsula do Felix Baumgartner? Ah não... é para ter o nome numa listinha...

      Eliminar
  5. Ao ponto a que certas pessoas chegam... Lol... Demais ;)

    ResponderEliminar
  6. Um determinado pipoco fez isso, apenas recomendei blogues alheios (entre os quais o teu *graxa*). Mas para a próxima recomendo-me anonimamente. Estar no blogue do pipoco é apenas suplantado por estar no blogue da palmier *mais graxa*.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei bem disso! :DDD Mas, Joana, isso é a atitude saudável... eu era capaz de recomendar todos os blogues existentes na blogosfera, menos o meu... Mas, aparentemente, estamos completamente fora de moda...
      Mas, pensando bem, agora que já me sinto bastante engraxada, começo a sentir-me extremamente poderosa e estou mesmo em crer que tenho o melhor blogue de todos os tempos... ;DDD

      Eliminar
  7. Palmier, há coisas que não podes compreender porque ainda tens um longo caminho a trilhar nesta coisa que é ser um blogger de sucesso. Além de não teres "haters", ainda não começaste a sortear bugigangas. Imperdoável. Tens que ser mais "dinâmica" como diz o Arrumadinho. (Ahahahahahah, o Arrumadinho!, ahahahahahah!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Anónimo... acho que tens toda a razão! Vou repensar toda a minha estratégia. :)))

      Eliminar
  8. Olá, acho que devias ler o meu blogue porque está bastante arrumadinho e tenho uma máquina nova de fazer as pipocas mais doces da blogosfera!

    Vendem-se palmiers às quartas-feiras.

    (é mesmo para deixar o link ou vais ao meu perfil?)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece-me bastante apelativo :))) Vou pensar se te visito... ou não...

      Eliminar
  9. Viva ! Se gostam de arsénico & rendas velhas, coisas a cheirar a mofo, scones bafientas, e saquetas de chá com bolor servidas em chávenas de cavalinho, venham daí até ao século passado, de onde nunca devia ter saído.... O requinte des antiques, e sem algália.... Até já !

    Apelativo QB.... :D:D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito talentosa e criativa! Julgo que tem potencial para vir a ter um blogue de sucesso! :DDD

      Eliminar
    2. Se disser palavrões ajuda... ou "tipo" chamar cadelas, asnos, camelos, etc. ????

      Eliminar
  10. Há gente parva. Há pessoas atropeladas pelo autocarro da idiotice. Há arrogantes com justa causa mas mau modos. Há muita infancia pobre (sentido lato)!que deu azo a estados adultos fofinhos mas vazios. Mas depois há bloggers emergentes com a mania que são o cruzamento de um puro lusitano com o nuno rogeiro o pacheco pereira e o jorge gabriel, igual de chupadinho com a esposa a atirar pro genero dama de jogador de bola e adorado pelas massas. Benzadeus

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que eu fico... estarrecida... Sim, acho que é essa a palvra...

      Eliminar
  11. Até fui ao google ver se alguma alminha maluca se tinha lembrado de postar isso algures... :P

    Jamais o faria. O meu blog é um registo das minhas pancadas. Já tive imensos blogues e volta e meia desapareço ora porque me encontro noutro registo de escrita, ora porque há gente louca que me coscuvilha, ora porque quero fechar a página. Não peço que me visitem, não escrevo comentários para ter de volta e não respondo a comentários apenas para alimentar a treta e o número de comments... acho isso de uma falta de amor próprio... e sim, visito apenas os blogues com que me identifico ou aqueles a quem quero cortar na casaca. Sou gaja, acho que tá tudo dito! :*

    ResponderEliminar
  12. Querida Palmier,

    Dirijo-te este comentário porque te considero um ente superior. Sei que tens capacidades inalcançáveis e poderes supremos de avaliação da escrita alheia. Desejo com toda a força do meu ser que dispenses 5 segundos a passar os teus olhos no meu espacinho para que, com rigor e mestria, analises a qualidade da minha escrita. Mas sê meiga, por favor, pois qualquer critica negativa destrói a minha parca auoestima. Uma palavra seca, uma mensagem ríspida poderá despoletar um suicídio com um garfo e... julgo que não quererás ter esse peso em cima de ti. Até porque... eu não sou uma rapariga pequena. Anseio pela resposta. Be nice!

    ResponderEliminar
  13. Pedagogia,
    Um dia, quando tiver tempo, tratarei de dar uso às minhas capacidades inalcançáveis e poderes supremos de avaliação da escrita e darei uma breve vista de olhos ao teu pequeno blogue. Depois logo te digo se tens, ou não, potencial para vir a ter um blogue de sucesso. É pouco provável, aviso já...
    (Oh pah!? Ainda bem que não sou só eu que fico absolutamente estarrecida com isto...)

    ResponderEliminar
  14. Presunção e água benta, cada qual toma a quer :)

    ResponderEliminar
  15. Até dói palmier, até dói!
    Gosto muito de a ler.

    ResponderEliminar