sexta-feira, 24 de outubro de 2014

A verdade?

A triste verdade é que desde aquela situação, no Verão, que tenho aqui um diabinho maquiavélico sentado no ombro, a olhar para mim como só os macaquinhos maquiavélicos olham, com as mãozinhas a puxar-me umas madeixas de cabelo à bruta e a segredar-me ao ouvido vezes e vezes sem conta um "olha para isto,  Palmier, que raio de cabelo é este, hein?! Isto é coisa que se apresente? Não achas que está em muito boa altura de o deixares crescer, não?!"

(e a pessoa diz que sim, que o macaquinho maquiavélico tem toda a razão, que o vai deixar crescer, que vai ter um lindo cabelo liso e longo que ondulará ao vento da manhã, mas depois o cabelo chega aqui a uma fase, nem curto nem comprido, fica mesmo sinistro, uma bola sem nexo, não dá para apanhar, não dá para andar solto, a pessoa tenta resistir à tentação e anda aqui uns tempos a fingir que não é nada consigo, que a pessoa é forte e vai aguentar, mas a pessoa está consciente da situação que carrega consigo em permanência e à vista de todos, a pessoa de vez em quando cruza-se com um espelho e a pessoa fica a olhar para aquilo, deveras triste com o reflexo. Depois há um dia em que a pessoa não aguenta mais, ignora o macaquinho maquiavélico e zás, corta o cabelo e, pumba, começa tudo de novo. Como, hã?! Como é que se deixa crescer o cabelo?! Alguém sabe?)



34 comentários:

  1. Sei... compras um laço bonito. Quando o cabelo chegar à fase chata prendes de lado com o laço. Simples...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh pah....um laço na cabeça?! Tipo baby blog?! :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Claro, onde achas que vou buscar a inspiração? Ficavas maravilhosa com ele e com aquelas botameia de ontem. O MUST HAVE da blogosfera.

      Eliminar
    3. É caso para dizer: "se não consegues controlar o teu cabelo, como queres controlar a tua vida?" (esta frase foi alguém que disse mas não me lembro o autor ou a situação em que a ouvi!)

      Eliminar
  2. Senti uma pontinha de inveja quando disseste 'uma bola sem nexo'... referias-te a uma bola de cabelo não era? Eu na minha cabeça, curto ou comprido, a única bola que tenho... é a minha própria cabeça...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AHhahahahhahahahhahahahhahahhahahahahahahhahhahahahhahahaaha
      Olha, pronto! Assim, e por comparação, já estou mais contente! :DDDDDDDD

      Eliminar
  3. Um lenço, um gorro ou uma touca, todos os dias, até o cabelo ter o tamanho desejado. E poupa-se na lavagem, cabeleireiro...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma touquinha de folhos atada no queixo com um laçarote... era capaz de ficar bem querida! :DDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. a combinar com o casaquinho de folhos da Nê :)

      Eliminar
  4. Palmier, quantas mulheres gostariam de ficar bem com o cabelo curto. Eu queria cortar pelo ombros, um BOB, para as fashionistas, mas iria ficar com ar de PinYPon, capacete, enfim. Eu só posso usar médio/longo, por tenho cabelo volumoso. Embrace your short hair ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como eu entendo a Ana. O mesmo problema. Se bem que na adolescência usei o cabelo à rapazinho. O meu só dá assim, quase rapado ou pelo meio das costas. Palmier, um Bob merece e o cabelo cresce num instante, e enquanto isso, pode lançar uma colecção de chapéus. A ushanka já é o sucesso que sabemos. :D

      Eliminar
  5. Calma que estou aqui.
    Deixa-se crescer o cabelo da mesma forma que se deixa crescer as unhas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha... que eu saiba as unhas não crescem para todos os lados!

      Eliminar
    2. O cabelo cresce-te para onde? É que o meu cresce para baixo...

      Eliminar
    3. Oh pah.... o cabelo está escadeado... cresce em bola!

      Eliminar
  6. Conheço a sensação. Acompanha-me todos os dias. O pior é saber que só daqui a não sei quanto tempo é que há disponibilidade para normalizar... Eu chamo-lhe o síndrome do estranho no espelho e faço o possível por não ligar se não quero andar em permanente sobressalto. É como o acne, cresce por toda a parte, fica de meter medo ao susto e temos que dar tempo ao tempo e por creme para tratar...

    ResponderEliminar
  7. Respostas
    1. Aguenta-se com paciência, ele não fica uma bola sem nexo para sempre :)

      Eliminar
    2. Olha que não sei... ele é bastante traiçoeiro... :DDDDDD

      Eliminar
  8. Respostas
    1. Hum... acho que não me daria bem com extensões...

      Eliminar
  9. Licença sem vencimento. Ficas 1 ano sem sair de casa excepto para ir à praia, local democraticamente despenteado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao fim de um ano saio em modo ermita! Com barba e tudo! :DDDDDDDDDD

      Eliminar
  10. Boa decisão vai precisar de ponderar muito bem!

    ResponderEliminar
  11. Eu diria à(o) cabeleireira que queria deixar crescer mas que precisava de uma "volta" -agora não sei porquê lembrei-me de um tornado... anyway!- eles sabem fazer cortes para deixar o cabelo crescer. Sem ter de aguentar bolas na cabeça. Que isso ao fim de uns tempos, cansa! :)

    ResponderEliminar
  12. Gel, cera, laca. Não há milagres :D

    ResponderEliminar
  13. Compra-se uma peruca, como é óbvio. E tomam-se aquelas ampolas para que o cabelo cresça mais depressa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ampolas?! Quais ampolas?! Eu preciso dessas ampolas! :DDDDDD

      Eliminar