sexta-feira, 31 de março de 2017

Ontem vi o amor na mesa ao lado da minha

Estava lá, na cara daquele senhor de barbas brancas e rabo-de-cavalo, um senhor já muito, muito crescido, que trazia nos olhos o amor, um amor tão grande que tinha à mulher que estava sentada à sua frente que os envolvia transbordava por ali fora, como uma manta quentinha num dia de Inverno, e depois ele estendeu os braços por cima do tampo que os separava e, com as duas mãos, uma de cada lado da cara, fez-lhe a festa mais terna e comovente que já vi, e eu estive o almoço todo a tentar ouvir o que eles se diziam mas a pessoa que estava comigo encontrava-se de tal forma embrenhada em assuntos que nem sequer reparou na magnitude do que se passava mesmo ali, ao nosso lado.


32 comentários:

  1. :)

    http://www.phygee.com/files/post/phygee-1484959632.gif

    ResponderEliminar
  2. e a pergunta que não quer calar é: ela era da idade dele ou 40 anos mai nova?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era da idade dele e muito bonita :))))

      Eliminar
    2. Também pensei o mesmo, daí ter perguntado se era recíproco...
      (Ainda pensei que fosse o casal do supermercado...)

      Eliminar
    3. AAAAAH, então é isso, que já se sabe que o amor, ainda que ao tempo resista, jamais sobrevive à fealdade, e a Cristina não leva a mal.

      Eliminar
    4. Ele também era bonito, mas não me parece que se fossem feios fosse diferente.

      (Olha, tu não me venhas para aqui arruinar toda esta situação que eu fiquei mesmo sensibilizada com aquele caso de amor! :DDDDDDDDDDDD)

      Eliminar
    5. então, aqui vai o <3 merecido :)

      Eliminar
  3. Pela forma como contou o episódio, pensei que pudessem ser os meus avós.
    O avô não tem rabo-de-cavalo :)

    ResponderEliminar
  4. Ao ler isto, lembrei-me da outra história do senhor do supermercado, se calhar ele precisava de algo assim e de quem lhe desses bolachas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este casal era a antítese do casal do supermercado! :D

      Eliminar
  5. Lindas as palavras que enaltecem gestos assim.

    ResponderEliminar
  6. Pipocante Irrelevante Delirante31 de março de 2017 às 16:19

    Ou isso, ou era preparar o terreno para dizer que ia trocar as jantes do carro por umas amarelinhas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahhahahahahhahahhahaahahhahaahhahahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahhahahhahahahahahahhahahahahahahahhahahahahahahahahhaahhahahahahahahahhahhahahahhahahahahahahahahahahhahahahahhahahahah

      Então era por isso que ele estava a falar tão baixinho! :DDDDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  7. A Palmier é uma pessoa tao bonita!

    ResponderEliminar
  8. Querida palmeiras, gostei muito da sua história, embora não ache fixe ouvir as conversas dos outros.
    Boas histórias

    ResponderEliminar
  9. PAUMIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIRA! Ó PAUMIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIRA! dESLARGA OS PINCELES E VAI TRATAR DO ALMOÇO!!!!

    PAUMIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIRA!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ué, çê só chamou por mim uma veiz, e vai que eu não ouvi e passei todo o finau-dji-semana sem tomar alimento e agórá tou subinutrida!

      Eliminar
  10. Consigo vê-los nas tuas palavras. :)

    ResponderEliminar
  11. Respostas
    1. Foi só uma vez sem exemplo, já voltei ao meu eu durona! :DDDDDDDDDDDDD

      Eliminar