segunda-feira, 24 de abril de 2017

As minhas plantas dão-me com cada preocupação...

Alguém me explica por que raio a minha orquídea tem raízes a nascer na tola?!

33 comentários:

  1. De certeza que são raízes? Não serão novos "pés" que darão flor?
    (eu entendo tanto de flores como de física quântica.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho quase a certeza que são raízes, são iguais às que estão dentro do vaso! Aquela bolinha à direita é que me parece um novo botão. Mas não posso jurar, que eu também não percebo nada disto :D

      Eliminar
    2. (fui à net procurar a imagem das raízes: http://1.bp.blogspot.com/-6E6BLjg4B8A/TmyfnB9zdgI/AAAAAAAAG8g/YeF2c4adNGY/s1600/racines_phalae.jpg)

      Eliminar
    3. ai mulher, caramba! são "ramos dinossáuricos". vais ter mais flores (eu já tenho :b)

      Eliminar
    4. Queres tu dizer que vou ter uma orquídea dentro de outra orquídea? Que isto é um caso de matryoshkas de orquídeas?!

      Eliminar
    5. :)

      eu deixei crescer o braço de tal forma que tenho duas orquídeas numa (tive medo de arrancar e replantar).

      logo à noite, fotografo a Violeta e bebé para ti.

      Eliminar
    6. Pronto, tinhas de ser, tinhas de ter uma orquídea matryoshka antes de mim! :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    7. ahahahahahahahahahha!

      (mas foi por acaso. tive pena de cortar a "tal raiz" e - surpresa! - tenho mais uma pernada cheia de flores :)

      Eliminar
    8. Grrrrrrrrrrrrrr! Aposto que contrataste um perito em orquídeas só para me passares à frente! :DDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    9. Aiiiiiiiiii que horror!! Que promiscuidade! Levem mas é as orquídeas para serem benzidas. Que coisa do demo! Orquídeas matryoshkas, onde já se viu??

      Eliminar
  2. Porque é tola!
    (não resisti :))

    ResponderEliminar
  3. Significa que está feliz e saudável!
    :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É, as minhas também ficam assim! E cheias de flores!

      Eliminar
  4. Horto do Campo Grande:).

    Ou/e um livro sobre orquídeas ;).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estava à espera que houvesse aí desse lado um especialista de orquídeas que me facilitasse o trabalho! :D

      Eliminar
  5. Porque é uma nova planta... estás a fazer um excelente trabalho, eventualmente vais ter de plantá-la separadamente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério?! Que medo! Então vou ter de arrancar este bocado à orquídea para plantar noutro vaso?! Ainda mato as duas...

      Eliminar
  6. É normalíssimo. As orquídeas são plantas "todo o terreno", adaptadas a climas inóspitos. Além das raízes dentro do vaso, geralmente desenvolvem raízes secundárias que armazenam nutrientes (podem também ajudar a plantar a fixar-se caso esteja num sítio improvável tipo empoleirada entre duas árvores). Se vires que ficam com aspecto esponjoso é normal. Eventualmente pode dar origem a outra planta, mas as orquídeas stressam-se com alguma facilidade, por muito "todo o terreno" que sejam.

    Fun fact: A baunilha é da mesma família das orquídeas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, ok! Quer isso dizer que, para já, não tenho de lhe arrancar aquele bocado, certo? Já estava aqui nervosíssima, a imaginar-me de bisturi em punho, a fazer uma cirurgia arriscadíssima! :DDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Nao, deixemos a orquídea como está. Se algum dia perder as folhas, pode alimentar-se das reservas dessas raízes. É uma orquídea feliz!

      Eliminar
    3. Ainda bem! Fico muito mais tranquila por não ter de a operar! :D

      Eliminar
  7. ora, quer um vaso no tecto da nova sala.
    (como é óbvio)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um vaso no chão e outro no tecto, depois ela faz a ponte :D

      Eliminar
  8. Vê se logo que não percebes nada de botânica:)

    ResponderEliminar
  9. Já numa outra foto que publicou me apercebi que um dos rebentos da planta era um filhote e não uma flor.
    Tive uma orquídea que deu 3 desses. O primeiro deu flor ainda agarrado à mãe, só depois tirei e replantei. O segundo tirei assim que teve raízes suficientes para replantar. Infelizmente, tanto a mãe como o terceiro rebento morreram.

    Não sei se é mesmo assim, mas o que compreendi é que os filhotes nascem quando a mãe está sob stress. A minha devia estar num sofrimento atroz para dar filhos uns atrás dos outros. Já se vê como a tratava bem, não?

    ResponderEliminar
  10. Ah, esqueci-me de referir que tem um nome. É um keiki e é um clone da mãe. Pode dizer a todo o mundo que tem uma Dolly!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah, finalmente percebi tudo! Até já estive a ver vídeos no yt e tudo! :D obrigada! :DDDDDDDDD

      Eliminar