quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Não te preocupes, isso daqui a setenta anos é capaz de te passar!

Diz-me a minha filha (enquanto olhava, hesitante, para o conteúdo do seu guarda-fatos):

- Não sei o que se passa comigo, mãe...?!
- Então...?
- não sei... eu quero vestir uma roupa, depois quero outra, depois afinal não gosto, e, olha, é uma grande confusão.


Foi então que parei tudo o que estava a fazer, encaminhei-a gentilmente para o escritório, fechei a porta, sentámo-nos frente a frente, respirei fundo e, muito séria, olhos nos olhos, comecei então a explicar-lhe:

- Filha, o problema das mulheres... (...)

39 comentários:

  1. Já começa... será que setenta anos chegam? :DDD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Yap! Aviso já. Começa aos sete e nunca se sabe quando é que acaba! :DDDDDDDD

      Eliminar
  2. Respostas
    1. :DDDDDDDDDDDD

      Sim. Vou marcar na agenda. Para mais tarde poder dizer que A conversa teve lugar a..., pelas x horas... :DDDDDDDDD

      Eliminar
  3. é bom que ela se vá habituando, sem dúvida!
    ;)

    ResponderEliminar
  4. Com a minha filha ainda não há hesitações: por ele, vestia o fato de Elsa todos os dias. Quer dizer, às vezes já vacila entre esse e o da Rapunzel...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É aos sete anos. Escreve o que te digo! :DDDDDDDDDDD

      Eliminar
  5. ..... é ser mulher :P!

    Não saber o que vestir e achar sempre que não tem roupa..... típico :).

    ResponderEliminar
  6. E que tal dizer à sua filha para ir falar com o Tio Pipoco? :p

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será que ele já está a fazer workshops sobre o tema? :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  7. Habituei-me a escolher à noite o que vou vestir no dia seguinte. Assim, além de ter tempo para escolher, tenho também prazer ao escolher. Mas isso sou eu, que vejo estas ânsias como graças e não como problemas.

    ResponderEliminar
  8. Ah, sweet bird of youth...Basta ter filhos e começar a trabalhar que isso passa... quais setenta anos, qual quê...:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :DDDDDD

      Passar, passar, não sei. Mas que vai melhorando :)))))))

      Eliminar
  9. Pipocante Irrelevante Delirante25 de fevereiro de 2015 às 14:16

    Pobre genro... pobre genro...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pobre, não! A este ritmo, espero que seja rico! : DDDDDD

      Eliminar
  10. Prenda de Natal ou de aniversário: "Estilo , disse ela"

    ResponderEliminar
  11. Tão fofinha....nós mulheres temos destas coisas....está no "adêéne"....já o meu rapazola acha sempre que lhe faltam equipamento de futebol e bolas....curioso que as coisas do género são quase de berço....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ui... A gaveta dos equipamentos cá de casa é bem capaz de ter mais roupa que muitas gavetas de senhora :D
      E as bolas... bem, nem vou falar das bolas! :DDDDDDDDDD

      Eliminar
  12. Finalmente cara Palmier. Tirou um peso da consciência do caro amigo Salgado, na sua diabólica obsessão de catalogar os problemas do género feminino!

    ResponderEliminar
  13. Não há volta a dar.. mais cedo ou mais tarde caímos todas nesse dilema!

    ResponderEliminar