quarta-feira, 1 de junho de 2016

A minha orquídea

Nunca tinha tido uma orquídea, na verdade, e tirando os bambus que tenho no pátio - e que a minha porteira odeia porque a impedem de espreitar cá para casa, que a minha porteira gosta de saber tudo o que aqui se passa, daí que um dia me tenha levado lá fora, muito contente, para me mostrar aquela surpresa incrível que me tinha feito, aquela surpresa inesquecível de, tcharan, me ter serrado os bambus a meia altura - não tenho muitas mais plantas, que não tenho muito jeito para elas, acho que as afogo a todas, não vão as pobres coitadas ficar com fome, mas agora tenho uma orquídea, e gosto muito dela, mas estou aqui na dúvida se lhe posso chamar planta, porque tenho a sensação que a orquídea não é bem uma planta, quando estou sentada no sofá sinto-lhe sempre a presença, ali atrás, na minha diagonal, tem uma existência que vai para além disso, é um bocadinho um animal de estimação que calha estar dentro de um vaso. E pronto, é isto. Esta é a minha orquídea. E é bonita.

45 comentários:

  1. é lindíssima, mas não a ames em demasia. para corações partidos, já nos basta a Pirata :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas está com um ar super saudável! Achas que para o ano só me vai dar desgostos?!

      Eliminar
    2. vêm sempre assim, com esse ar de perfeição, mas, como qualquer fêmea aristocrata, são dadas ao chilique repentino.

      Eliminar
    3. Não sei... eu estou confiante. Ela sabe que eu a amo! :DDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    4. A minha veio assim, esplêndida. Passado uns meses ficou (quase) completamente morta. Eu já pronta para lhe fazer o funeral quando o excelso esposo faz aquilo que eu sempre soube que não se devia fazer: colocá-la na janela a apanhar sol directo. E logo na janela que mais sol apanhava, em pleno verão.
      Vaticinei um fim ainda mais precoce mas a flor ou pelo sol ou talvez pela dedicação hercúlea do seu herói, retomou a sua vida como uma guerreira sobrevivente. Deu o seu verde mais esplêndido e, mais, brotou novas ramagens que vingaram em bonitas flores. Tal qual um agradecimento corpóreo.

      Esta fase terrível ocorreu há uns 6/7 anos, a dita continua na nossa companhia, 2 casas depois. Faz uma coisa muito estranha que é dar flor várias vezes por ano, volta e meia lá vem um caule verdinho novo, que acaba eventualmente por também dar flor...

      Isto tudo para dizer que há esperança ;)

      Eliminar
    5. Ps: a minha é deste género http://www.downloadswallpapers.com/wallpapers/2012/fevereiro/wallpaper-orquidea-roxa-3071.jpg

      Eliminar
    6. o seu comentário traz esperança. (ofereci uma orquídea a uma grande amiga há cerca de dois meses, a rapariga apaixonou-se, tal qual a Palmier. eis que nos últimos dias, a nobre flor se vai secando... e a moça já em desgostos. vamos ver como corre)

      Eliminar
  2. Tenho três iguais há 10 anos, comprei-as no dia em Mr Mirone e eu nos mudámos para a nossa casa. Todos os anos dão flor. Sei que são só plantas, mas no dia em que uma delas morrer acho que vou ficar triste, como se fosse um pouco da minha via com Mr Mirone que morresse também.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada...
      Eu não faço nada às minhas. De vez em quando dou-lhes água (borrifo e ponho um pouquinho no vaso) e acho que em dois ou três anos lhes dei umas vitaminas que comprei na florista.

      Eliminar
    2. Mas quando fica só um tronquinho sem graça? Deixo-a ali, na sala, ou guardo dentro de um armário até à Primavera seguinte? :D

      Eliminar
    3. Quando ficam sem flor tiro-as do lugar onde estiveram em "exibição" e mudo-as para outra sala, com bastante luz.
      Gosto de começar a ver os botões despontar...e de repente estão em flor.

      Eliminar
    4. Quando perdem a flor saem da sala e vão para a janela da cozinha. :))))

      Eliminar
  3. É.
    Parece mesmo, mas mesmo mesmo, uma orquídea!
    E o vaso é branco para combinar com as pétalas...


    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas é mais que uma simples planta :)

      Eliminar
    2. Daí eu dizer que parece mesmo!
      Nem tudo o que parece à superfície o é debaixo da pele...
      ...e eis um caso!
      Parece uma orquídea, apresenta-se como uma, mas é muito mais que isso...

      LOL

      :)

      Eliminar
  4. Acho-as tão bonitas e distintas.

    ResponderEliminar
  5. Muito Bonita! Eu gosto muito de plantas...o meu conselho para a orquídea durar muito é regar 1 vez por semana ou menos no calor e nunca deixar água em baixo. Ah! também adoro as peripécias dos seus cães!

    ResponderEliminar
  6. Respostas
    1. Ok... já percebi que se trata de um animal de estimação extremamente caprichoso! :DDDDDD

      Eliminar
    2. Tem de ter luz, mas não directa, tem de estar hidratada, mas não a afogar e uma vez a cada 15 dias em altura de floração ou uma vez por mês em altura de repouso dar fertilizante apropriado...
      Melhor maneira de "regar" é submergir o vaso num recipiente com ou sem fertilizante (depende da semana)
      Mas pode ser muito compensador ver as flores a nascer novamente, a criar novas raificações e essa é linda!

      Eliminar
    3. A minha, tal como dito acima, só sobrevive à luz directa. Há uns 7 anos e, sim, eu também pensei que a fosse matar de vez assim.

      Eliminar
    4. Anónimo a minha morreu assim... É ir tentando que elas têm personalidades próprias!

      Eliminar
  7. Tenho uma igual, linda e branca como a tua e outra lilás. Todos os anos dão flor e ficam muito tempo floridas. Também gosto muito das minhas orquídeas e rego-as muito pouco, talvez de 15 em 15 dias. Não sei se é o correcto mas tem funcionado.

    ResponderEliminar
  8. É realmente linda!

    Palmier, há muitos fãs de orquídeas. Qualquer dúvida, pode sempre procurar blogs, etc. O the Guardian também tem uma excelente secção de jardinagem.

    Já agora, há algum tempo, li num livro ("O Evangelho segundo a Serpente", já não me lembro muito bem) que as orquídeas eram mais alienígenas do que os alienígenas :D.

    ResponderEliminar
  9. Tenho duas oferecidas pelo meu marido, que sabe que flores para mim, só em vaso (manias). Uma tem 13 anos e outra 12 e estão maravilhosas. Dou-lhes água uma vez por semana quando está frio e duas vezes quando está calor, mas o principal truque para mim é colocar logo (sem a tirar do vaso) num vaso maior e acrescentar terra. As orquídeas precisam de ter as raízes apertadas e cobertas. E sol, durante uma parte do dia, gostam de sol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, ponho-a à janela uma parte do dia. Mas está num vaso sem terra... acho que é melhor não me aventurar em transplantes... :)

      Eliminar
    2. Não é transplantar, mas sim colocar esse vaso dentro de um maior e adicionar terra :)

      Eliminar
  10. Já pensou qual vai ser a reação do seu cão psicopata quando se deparar com tamanha beleza pela frente?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ... O Canis não vive com a Palmier nem é psicopata.

      Eliminar
  11. Palmyer, mynha doce amyga, talvez assym e aquy, perante seu vasto audytóryo vocelencya me dê alguma atenção no que a este assunto concerne. (Os ys?! Pá, apeteceu-me, deslarga-me!) A amyga vay à florysta e pede um vaso para orquídeas com um altynho no fundo. (Desculpa mas não arranjo melhor semântica.) Depois é só ter aquylo com água. Vá por mym.

    ResponderEliminar
  12. Tens de falar para ela, sabias? :)

    ResponderEliminar
  13. Está linda. Deve gostar do bom humor que paira por aí :)

    ResponderEliminar
  14. Ao que parece as orquídeas devem estar num vaso transparente. Percebo pouco de plantas e não sei bem o motivo, mas uma das vezes que ofereci uma orquídea à minha madrinha (pessoa que percebe de plantas) num vaso de cor, ela esbugalhou-me os olhos e berrou-me: "A ORQUÍDEA NÃO PODE ESTAR NESSE VASO, TIRA-O!" (o de dentro, que vinha inicialmente com a orquídea era transparente, se reparar são sempre)... e assim foi passei a dar sempre orquídeas nos vasos originais. Devem portanto estar em vasos transparentes, só para avisar, não vá a bicha morrer já amanhã, cruzes!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, também já me disseram isso... :)

      Eliminar
    2. O motivo dos vasos serem transparente prende-se com as raízes realizarem fotossíntese, mas já vi muitas orquídeas com o vaso transparente num vaso bem maior de cerâmica. Permite passar a luz na mesma mas é mais bonito.

      Eliminar
  15. [tens noção que se a minha morrer, parte da culpa é tua, certo, menina Palmier?]

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu nem me digas nada. Sabes que a minha continuava linda, como na fotografia que lhe tirei. Entretanto vim de férias. Depois vi a tua. E lembrei-me que deixei a minha lá sozinha... a tua morre por excesso de água, a minha à sede!

      Eliminar