quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Pessoas, pessoas... temos uma situação gravíssima em mãos!

Atentem bem no meu drama pessoal! 
Ontem, enquanto descascava cebolas para o jantar e pensava nos sábios conselhos de Pipoco, o Escanção, comecei a hesitar no vinho que deveria abrir para acompanhar a refeição. Assim sendo, decidi recorrer directamente ao mestre que, com toda a certeza, estaria disposto a ajudar uma donzela em aflição. Tomada essa decisão, despi o avental, corri ao meu amplo closet e escolhi uma roupa especial para me fotografar a segurar as duas garrafas de vinho que me faziam hesitar (podem confirmar a veracidade desta informação AQUI).
Tal como esperava, Pipoco, o Escanção, respondeu a tempo e horas, permitindo assim que não passasse fome por pura incapacidade (inerente às mulheres) de tomar uma decisão. 
Sendo certo que Pipoco, o Escanção, me resolveu um problema, mais certo ainda é que, Pipoco, o fashionista, me criou outro bastante mais grave. Reparem nos termos da sua resposta:

E, agora pessoas, entramos no cerne do problema! Ora eu, criatura extremamente letrada, não vesti aquela camisola ao acaso. Não! Eu, seguindo o conselho de uma profissional do ramo (e, reparem, não é uma profissional qualquer, "é uma pessoa que que, com as formações adequadas, muito em breve, terá tudo para ser uma das pessoas mais influentes no país sobre este assunto" sic), estava a dar asas a um dos meus estilos. O estilo criativo. E, atentem, o estilo criativo é exactamente aquele "em que a mulher passa a vida a tentar actualizar o seu guarda-roupa, acrescentando-lhe algo de novo e diferente, não tendo qualquer problema em começar a usar uma peça que ainda ninguém usa (mesmo que todos fiquem a olhar para ela como se fosse maluquinha)". Ora eu estava confiante que me encontrava extremamente estilosa e criativa, e agora... bem, agora, sinto-me extremamente insegura porque começo a duvidar das credenciais da minha guru da moda... É que, lá está... as coisas são como são e se, Pipoco, o Fashionista, aponta uma falha à minha  indumentária e decreta a sua sentença: "Falta de estilo!", diz ele, a pessoa treme por ser condenada a anos de degredo e de não mais se poder apresentar publicamente, sem sofrer os danos do enxovalho público das suas duras palavras...
E agora, pessoas, estou aqui de roupão, catatónica, a balançar o meu corpo para trás e para a frente e a mirar as peças que me levaram à ruína...
Talvez devesse atear uma fogueira...

16 comentários:

  1. Que horror... não sei como consegue... eu, pessoa muito mais fraca, ficaria completamente destroçada, e o livrinho já estaria a forrar a casota da Louboutin...

    ResponderEliminar
  2. vista deste modo ainda é mais "pirosa"...e mais não há a dizer!!

    Maria

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso! Isso! Batam ainda mais na ceguinha... devem querer assistir ao meu suicídio, certamente...

      Eliminar
    2. pensando bem, deve é ter mergulhado a blusa na taça do tinto!! para ver qual tinha mais cor...
      mas olhe que não é assim que se faz a prova do vinho!!

      Suicídio não, por favor. Que depois esta coisa dos blogues deixava de ter piada!!

      Maria

      Eliminar
  3. (fiz bem em não etr dito o que pensava do colarzinho étnico, caramba, esteve quase...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pipoco, pipoco... não que a nossa Palmier precise de defesa... mas julgo (a Palmier que me corrija se não estiver certa) que o colarzinho étnico que faz referência é este aqui:
      http://en.bulgari.com/productDetail.jsp?prod=CL855890

      Ana Rita

      Eliminar
    2. Sim, tio Pipoco... fez muito bem... julgo que não teria conseguido resistir ao apelo dos soporíferos em excesso... E, ainda assim, sabe Deus o meu estado... Muito agradecida pela sentida compaixão :)

      Ana Rita… Julgo que terei de passar a utilizar, apenas, produtos de marca branca… não quero que me acusem, em circunstância alguma, de publicidade encapotada… a partir de agora, passarei a usar, apenas e só, produtos Auchan ou RikiRok!

      Eliminar
  4. AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH :D
    És tramada Palmier...... e o Pipoco (versão Fashionista) gosta de ver a barraca a arder, é o que é!
    Tá bonita a festa :)))

    ResponderEliminar
  5. A isso chamo eu estar tramada entre um pipoco e uma pipoca...

    ResponderEliminar
  6. Ateia já a fogueira que eu vou aí a correr levar os 5 volumes desta porcaria que comprei; assim sempre arde tudo junto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. e aproveitar e assar umas castanhitas...

      Eliminar
  7. Bem, não posso dizer que aprecio o modelito mas com essa bosta de livro em cima tudo fica mau.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então, então... uma literatura tão interessante... :DDD

      Eliminar
  8. Ahahahahahahah aii mulher andas uma incompreendida, é o que é.

    ResponderEliminar