sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Ainda por causa das pessoas que se incomodam com crianças

Acabou de acontecer. Com a minha filha! Na praia! E atenção que não estamos numa praia pequena e apinhada de gente. Estamos numa praia enoooooooorme e numa zona semi-vazia. A minha filha (sete anos) estava a jogar à bola na areia seca, longe de toda a gente, com dois amigos (de cinco e sete anos respectivamente - não estamos portanto a falar de Cristianos Ronaldos com pontapés de duzentos quilómetros hora), quando chegou uma família constituída por pai, mãe e filha pré-adolescente. A família entendeu por bem pousar as coisas no local exacto onde as crianças estavam a brincar (e, pessoas... se havia quilómetros de areal por onde podiam escolher...) e a "mãe" ordenou-lhes que fossem jogar lá para cima, "porque não estava para apanhar uma bolada". Eu, que estava à beira-mar, apercebi-me desta estranha alteração de posicionamento mas nunca me passou pela cabeça a razão de ser do mesmo. A minha filha contou-me isto agora e acrescentou que, enquanto estavam a brincar, terá perguntado a um dos meninos se sabia o seu nome completo e eis que a dita criatura lhe grita do chapéu-de-sol: "o teu nome é Barulhenta!".

Estou neste momento com o olho a tremelicar com tiques nervosos... temam o dia de amanhã!

81 comentários:

  1. A "Senhora" deve ser daquelas pessoas que têm uma vida muito infeliz e muito pouco interessante e que vivem para amedrontar pessoas vulneráveis e mais fracas que ela. Anormal!

    ResponderEliminar
  2. Ai, eu não sei não... se calhar faço melhor em não comentar isto...
    Mas olha, que se lixe!!!
    Eu tinha lá ido elucidar a senhora sobre umas quantas regras de 'saber estar' em locais públicos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha filha só me disse ao almoço... amanhã a "senhora" terá toda a minha atenção...
      Eh pah?! A sério?! As crianças ali sem incomodarem ninguém! Qual é a da criatura?!

      Eliminar
    2. Here here cara Henriqueta!

      Neste momento tenho uma tremenda pena de não ter assistido ao episódio! Garanto que, mesmo correndo o risco de embaraçar o marido a ponto de este enterrar a cabeça na areia, a megera levava sermão e missa cantada, ai levava levava!

      Eliminar
    3. Há adultos que gostam de cagar ordens aos filhos que não são deles. Eu certamente passei por isso como criança e como adulta tenho pouca pachorra para esse tipo de parvoíces. Coitadinha a Mini-palmier.

      Eliminar
    4. Eles costumam estar ali na praia (sei porque a filha tem um fato-de-banho muito giro no qual já tinha reparado). Amanhã estarei de sentinela!

      Eliminar
    5. Palmier? Fazes-me um favor? Antes de armares o barraco perguntas à senhora onde comprou o fato de banho? Como tu bem sabes fatos de banho giros são uma raridade e há oportunidades que não se podem deixar passar. (E espero sinceramente que amanhã não te esqueças das trelas das crianças e de as levar devidamente amordaçados.)

      Eliminar
    6. Ahahahahahahahhahahahhaahhahahahahhahhhahhhahahahahahahhhahahhahahahahahahhah
      Primeiro o que interessa, depois vamos ao acessório! :DDDDDD

      Eliminar
  3. tem toda a razão, as praias são das crianças, assim como os parques, aquáticos ou não, jardins, zoo, oceanário e por aí adiante.
    Além disso os seus filhos não são bebés, e quanto a estes, acho, e só mesmo nestes casos, que não devem frequentar restaurantes nem cinemas porque na sua grande maioria incomodam.

    anti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A praia é de todos e eu não gosto que as crianças joguem à bola em cima das outras pessoas, daí que eles estivessem bem longe de toda a gente. Acontece que a dita família foi estender as toalhas no sítio exacto onde eles estavam a brincar... com que intuito, pergunto eu?!

      Eliminar
    2. Perdoe-me Anónimo das 14:21, mas aqui tenho de discordar consigo e concordar com a Palmier.
      A protagonista do episódio teria tido toda a legitimidade em pedir que as crianças fossem brincar para outra zona, se ela tivesse chegado primeiro e as crianças depois. Mas não foi o caso, e a forma como agiu foi do mais errado que pode haver.
      Os locais que descreve são de todos, assim como o direito de os usufruir em sensata liberdade, e o dever de agir com respeito para com os demais e bom senso, que deve existir em todas as idades. Pensar o contrário é, acredito eu, meio caminho andado para despoletar esta "guerra" de quem se incomoda e não se incomoda com crianças. Porque o problema nunca serão as crianças, mas o adultos.
      Nesta situação eu agiria a favor de Palmier filha, sem qualquer hesitação. Mas também já agi no sentido oposto: já mandei teenagers barulhentos calarem-se no cinema; já pedi a crianças desconhecidas em restaurantes que não corressem em redor da minha mesa, agarrando as cadeiras, invadindo o meu espaço pessoal; já disse ao filho de uma amiga que se quisesse ter brincadeiras estúpidas que fosse antes dar pontapés nas canelas da mãezinha que eu não estava para isso, etc, e continuarei a fazê-lo dentro da maior sensatez que me for possível, sempre que a situação o exigir.

      Eliminar
    3. E eu disse menos que isso? Não concordei e dei razão à Palmier?
      A Ana Chagas desculpe, mas não compreendi.

      anti.

      Eliminar
    4. Não ligue, Anti! :) Tive um momento de visão em túnel quando li o seu comentário. Os meus faróis focaram ali na parte de "são das crianças", que agora entendo o seu espírito como "também das crianças" e deu isto. Mantenho o que disse na totalidade, mas não per se em relação ao seu comentário.

      Eliminar
  4. Tens que ensinar os teus filhos a fazer manguitos. Just saying...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahaahahhahahhaahhaahhahahahhahahhahahahahahhahhahahhahahahahahhahahhahahhahaha
      Oh pah... coitadinha! Contou-me aquilo mesmo perplexa...

      Eliminar
    2. 'Tadinha, a sério que fico de coração pequenino. Há adultos mesmo parvos, e isso é um exemplo. Para quê se plantar no sítio onde as crianças escolheram brincar, se não estão a incomodar ninguém. Nem todos os adultos têm razão, muitos acham que a eles se lhes deve respeito by default. Not in my book, asshole.

      Eliminar
    3. Uma completa idiotice! Uma provocação tão sem sentido que ainda estou a tentar perceber qual será o objectivo...

      Eliminar
  5. Just in case... pode-se reunir uma "trupe" valente para amanhã ir jogar à bola ao lado dessa gentalha :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou a preparar a aparelhagem com música a bombar! :DDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Sugiro Wagner ou Rammstein..

      Eliminar
    3. ich tu dir weh dava bom resultados, mas as valquirias era capaz tb de resultar, fazia-se de conta que se estava no cenário do apocalypse now, uns sonzitos de bomba e tal, garanto que a mulherzinha pensava duas vezes antes de pôr os pés na praia.

      Eliminar
    4. Eu cá não sei... estava a pensar assim numa coisa mais Tony Carreira e fazíamos um bailarico em cima das toalhas ao mesmo tempo que comíamos melancia e lhes atirávamos as cascas! :DDDDDDDDD


      (agora a sério... amanhã vou lá perguntar-lhe se está com algum problema...)

      Eliminar
    5. Eu vinha cá oferecer-me para reforços. Onde é? A que horas?

      Eliminar
    6. Às 11h00 no bar da praia! Todas vestidas de coelho! :DDDDDDDDDDD

      Eliminar
    7. Espero que filmes isso de ir lá falar com a bicha e que postes.

      Eliminar
  6. Não suporto pessoas que se incomodam com crianças. E não sou Mãe, nem me derreto com miúdos. Sou alguém que se lembra bem do que é ser criança e que deseja que todos, todos, possam ter o melhor dessa fase antes de entrarem no mundo de gente como essa mulher. Nenhuma criança deve lidar com adultos desses antes do tempo, antes de crescer e ter como fazer frente a isso. Desculpem a seriedade com que comento, mas fico mesmo revoltada com situações dessas. Ainda por cima a filha da deusa! A mulher que se cuide, que a areia ainda a engole.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que foi uma coisa de tal forma gratuita, que se torna totalmente incompreensível! Ainda estou com falta de ar!

      (e sim... as dunas devem estar a mobilizar-se para engolir a criatura! :DDDDD)

      Eliminar
  7. É por isto que eu só vou para praias onde só se consegue estender meia toalha. Nunca fiando em praias espaçosas. Então e enfiar-lhe o guarda-sol pelo coiso acima e abri-lo lá dentro, não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Praias espaçosas, jamais! :DDDDDDDD

      (amanhã vou estar lá, atenta e vigilante...)

      Eliminar
  8. Ó gente parvinha. Se fosse com o meu filho fazia banzé, até porque ele vem logo a correr contar-me tudo. Era logo, minha senhora as crianças já cá estavam, a praia é grande, estenda a sua toalhinha noutro local que este está ocupado.

    ResponderEliminar
  9. Sabes que mais, Palmy? Compra o raio da praia (já deve haver dividendos lá das tuas empresas :) e mandar limpar a chungaria com manias de rico.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amanhã, quando a senhora chegar, informo-a que está em propriedade privada! ::DDDDD

      Eliminar
  10. Lá está, confirma-se, afinal eu ainda sou um anjo de pessoa que adora crianças. Enquanto houver comparações destas, estou safa :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um anjo, Izzie, um anjo daqueles com asas de penas brancas e purpurinas encantadas! :DDDDDDD

      Eliminar
  11. Palmier, não tem um leitor de cd portátil? Amanhã é pôr a Violeta em repeat, volume máximo, ao lado da criatura e mandar as crianças correr à volta da toalha da senhora. Sem dó, mesmo. E, claro, esperar que ascensora reclame para lhe contar uma história...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também estava a pensar numas tampas de panelas! :DDDDDDDD

      (ainda estou a deitar fumaça...)

      Eliminar
  12. Lembrar-me de vir ao seu blog amanhã e depois, porque estou desejando um post sobre a tareia que deu à fulana. A sério que às vezes me apetece tanto bater nas pessoas...Oh pah, há criaturas que pedem por isso. Eu sei que sou má, pronto, se calhar às vezes posso estar em dia não....Mas aquelas pessoas que se chegam a mim no metro, quando está tudo disponível, ou se sentam quase ao meu colo, com todos os assentos vagos. E que vão a passear nos centros comerciais ocupando o corredor todo, quando eu estou cheia de pressa para passar...Batia-lhe tanto. E dava-lhes pontapés. Pronto. Era isto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pauladas com um cacto! Amanhã atiro-lhe um cacto à face! :DDDDDD

      Eliminar
    2. Ai que eu adoro esfoliações mexican style! Nos outros é claro. ;) :D

      Eliminar
  13. Quase que aposto Palmier, que dadas as mesmas condições (muito espaço, crianças a jogar à bola num lugar espaçoso e que não incomode as pessoas que já lá estão) mas desta vez com os Pais mais perto, a senhora se pronuncie da mesma maneira. Esse tipo de pessoas é cobarde, e nunca diria isso com outros adultos por perto. Comichão.... dá-me comichão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amanhã vou para perto das crianças e se a criatura nada disser pergunto-lhe isso mesmo...

      Eliminar
    2. O fato de banho babe, não te esqueças do fato de banho... :DDDD

      Eliminar
  14. Por que não levas Canis, Cutxi e jogas petiscos gostosos, bolas etc sobre a toalha dessa "dama"? Seria bem engraçado de se ver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AhahahahahahHhaahahahhahahahahahhahahahahahahahahhaahhahahahahahahahahahahahahhahahahahahahhahahahahahahahah
      Tudo a escavar à volta da criatura! :DDDDDDDD

      Eliminar
  15. Palmier, não tem nada a ver com o post, no outro dia lembrei-me de si. :)
    Estive a ver o videoclip do Phil Collins - Against All Odds (Take a Look at Me Now) e achei que a personagem feminina era mesmo a sua cara. http://letras.mus.br/phil-collins/357520/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Palmier, não me diga que...

      Eliminar
    2. Bem... tendo em conta que a música foi lançada em 1984, e a tal personagem feminina teria na altura à volta de 20 anos... temos hoje uma palmier com 50 ;-).

      CM

      Eliminar
  16. A mim não me incomodam cães nem crianças na praia. O que me incomoda é que se venham pôr perto do meu estandarte quando há quilómetros de praia livre de gente. Já me aconteceu este ano uma vez e o ano passado nem sei. Não compreendo a necessidade de estarem todos empilhados uns em cima dos outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É absolutamente incompreensível... ainda mais se for com o objectivo de implicar com quem já lá está...

      Eliminar
  17. Amanhã, quando fores falar com a senhora, leva o fato de coelho, só assim naquela...

    Há gente mesmo muito mal formada... E agem como se o mundo fosse todo delas! São do género 'quem quiser que se arrede...'

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahhahahahahahahahahahahhahahahahhahahahahahahahahahahahhahahahahahhahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahhahahahahha
      Vou-me deitar debaixo do chapéu-de-sol da criatura vestida de coelho! Sempre quero ver se tem lata de me enxotar! :DDDDDDDDD

      Eliminar
  18. Ai credo!!! Fico tanto a ferver com essas coisas que acho que nem dormia de noite!!!! (mesmo a sério!!!)

    Consigo ser bem mais tolerante quando o alvo de tamanha estupidez sou eu, mas com as minhas crias... viro leoa!!!!!

    Boa sorte e por favor não se esqueça de vir cá contar! (se precisar de reforços é só dizer)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também eu! A ver se a a criatura amanhã lá esta...

      (obrigada :))))

      Eliminar
  19. O comportamento da leide foi desnecessário e profundamente cobarde! Mas não te esqueças, se for zona balnear, não se pode praticar desporto, incluindo jogar à bola (decreto-lei 309/93 de 2 de Setembro?)... Não vale a pena baixarmo-nos ao nível dessa gente e estragar o bom humor. :*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sabia... mas chamar-lhe barulhenta?! Quando eles estavam numa brincadeira super tranquila?! Oh pah... não tenho sangue de barata! :DDDDDDDDDDD

      Eliminar
  20. Novo Decreto (aqueles homens legislam como quem usa papel higiénico durante uma gastrenterite):

    "... às praias, por motivos de ordem pública e salubridade mental, aplicam-se as regras das salas de cinema com lugares marcados..."
    (é, também tem de ser às escuras)

    Leve um pau, cara Palmier....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhahahhahhahhahahhahahhhaahahahhahahhahahhahhahahahhahahhahhahahhahaha
      Assim é perfeito! Eles vão de noite, nós vamos de dia! :DDDDDDDDDD

      (já disse! Levo um cacto e atiro-lho!)

      Eliminar
    2. Leve bombinhas de mau cheiro, vá passando por lá, para cima e para baixo e, disfarçadamente, vá largando-as sem moderação nem economia, tipo os judeus aos palestinos.
      Olhe! Ainda melhor! Faça daquilo uma Faixa de Gaza, mas em melhor!

      anti.

      Eliminar
  21. Realmente.........há cada exemplar!!! Esse comportamento é pura embirração com as crianças!!

    ResponderEliminar
  22. Há pessoas que nunca foram crianças. Garantidamente durante a infância foram limões ignorantes e passaram o azedume e a estupidez à descendência.
    Eu, se tivesse tido a felicidade de me deparar com a situação, não deixaria a minha filha interagir com semelhante pessoa, nunca mais. Iria eu própria jogar à bola junto ao "acampamento" da vinagreta, nem que fosse sozinha e havia de cantar muito e muito alto, fazer beatbox e tudo, com esta voz melodiosa, presente da criação, porque lá está, como diz e muito bem o ditado antigo, quem não está bem, muda-se !!!
    Era esperar que ela se manifestasse e deixá-la cair no ridículo, que é o que esta gentinha sabe fazer melhor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu filho ficou tão danado (só ele é que pode chamar barulhenta à irmã! :D) que queria que eu lhes fosse bater! ::DDDDDDD

      Eliminar
  23. A maçazinha terá lido isto?
    Acho que é este tipo de crianças que ela vai criar...

    Espero que volte a encontrar tais inergúmenos na praia e lhes dê a devida resposta.
    Aproveite lance a cutxi e respeitável canis para os atacarem :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Anónima enganou-se no blog, o da Picante é noutro lado.

      Eliminar
    2. Então, meninas?! Vamos guardar as nossas forças para a criatura má da praia!

      Eliminar
    3. A anónima não se enganou mas agradeço-lhe de coração a preocupação.

      Eliminar
    4. Não invocarás o nome do(a) Senhor(a) em vão!

      Eliminar
    5. Ahahhahahhahhahahhahahahhahahahhahahaahahahhahahhahahahahahhahahahhahahahahhahah

      Eliminar
  24. Palmier, só hoje é que li toda a controvérsia sobre as "crianças em restaurantes". Fiquei indignada. E ao ler este seu post apeteceu-me estar lá na praia para dar uma rabecada à criatura.
    Beijinho para a pequena Palmier.

    ResponderEliminar
  25. Isso é algo q me intriga deveras, ainda vou fazer uma tese de mestrado sobre o assunto, pessoas q tendo quilómetros disponíveis insistem em se colar aos outros, ou no caso, ocupar o local onde as crianças brincavam. Que tipo de gente é esta???!!
    Distancia de higiene pessoal, distancia de higiene!!
    E sim, eu tb estaria atenta e se ela repetisse a proeza...ui, dizia-lhe das boas!

    ResponderEliminar
  26. Ah e já agora, se essa gente se incomoda tanto, têm bom remédio, no estrangeiro já há hotéis q só admitem adultos (depois dos 18...), eles q vão p lá!!!

    ResponderEliminar