segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Por causa daquela coisa dos bebés que incomodam pessoas que querem relaxar por completo em restaurantes

São realmente muito incomodativos os bebés que ousam roubar momentos românticos aos incautos casais que tiraram a noite para namorar e, por isso mesmo, devemos ser inflexíveis com essas situações! Assim sendo, proponho a aprovação de legislação adequada para prevenir ocorrências do género, com penas pesadas para as mães histéricas, com muito pouca atenção em casa e ultra-fundamentalistas, que persistirem em levar os seus rebentos para locais onde adultos responsáveis trocam palavras de amor e olhares libidinosos, desconcentrando-os, com a sua choradeira, desse nobre afazer. Como forma de combate a esta situação extremamente nefasta, apresento para votação à Assembleia da Blogosfera, a seguinte proposta de Lei:
1- Quem, contrariando esta lei, persistir na intenção de levar bebés incomodativos para restaurantes, será punido com pena de prisão de 5 a 10 anos.
2- caso se verifique a presença de um bebé chorão num restaurante, reunir-se-à de imediato uma equipa de Chefs que, com tenazes, confiscarão o referido bebé, levando-o imediatamente ao forno, em molho de vinha-de-alhos, cama de azevinho e rodeado de batatinhas novas.
3- o bebé chorão será posteriormente servido em travessa de prata ao casal romântico cujo namoro foi intempestivamente interrompido, acompanhado de um Barca Velha 1999, permitindo, não só que o casal seja ressarcido dos momentos a dois de que foi violentamente privado, bem como uma vingança justa e proporcional,

É que não podemos ser complacentes com estes comportamentos desviantes, caso contrário corremos sérios riscos de ver o mundo tomado por estes pequenos gremlins. Assim sendo, juntem-se a mim! Unidos, vamos conseguir livrar a sociedade deste flagelo!




64 comentários:

  1. Martha Stewart aprova!:
    http://www.marthastewart.com/sites/files/marthastewart.com/images/content/tv/martha_stewart_show/show_photos/2001_2050/2024_craft_1850_xl.jpg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahhahaahhahaahhaha
      É isso mesmo! :DDDDDD

      Eliminar
  2. A mim preocupam-me mais aquelas pessoas que incomodam o meu bebé... http://calmacomoandor.blogspot.pt/2014/08/das-criancas-que-aborrecem-as-pessoas.html

    Mas lá está, serão perspectivas....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sejas fundamentalista, NM! Caso contrário ainda podem insinuar que não tens atenção em casa! :DDDDDD

      Eliminar
    2. E o pessoal que se encharca em perfume? Como é? Ninguém os manda para casa? Sim, estou com o olfato apurado e quase a trazer para o mundo mais um bebe chorão (estou a pedi-las), mas o pessoal que se encharca em perfume, deus-ma-livre...

      Eliminar
  3. É bom que durante esses anos de prisão (sou da opinião que a pena devia ser mais pesada e sem possibilidade de liberdade condicional ou saídas precárias) não haja direito a visitas conjugais, não vão os criminosos fazer outro bebé e, mal saiam, persistam na actividade criminosa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Credo! Isto são criminosos para ficar fechados na solitária! Visitas conjugais, jamais!

      Eliminar
    2. Por outro lado, visitas conjugais, mas rodeados de criancinhas a chorar são capaz de ser um excelente contraceptivo, dirão outros.

      Eliminar
  4. Descubro rosmaninho. Proponho feijão verde. Também tem cor, alimenta e não incomoda os outros com o aroma.

    ResponderEliminar
  5. É verdade, oh Palmier, tu ainda és a provedora desta coisa dos blogues? É que eu tenho uma questão...

    Imagina a seguinte situação: a pessoa A comenta pela terceira vez um blogue. Como resposta ao último comentário de A, B deturpa um comentário que A fez há um mês (sim, um mês - marcantes comentários que faz a pessoa A) e achincalha A. A autora C do blogue, junta-se à festa e alinha no gozo, deturpando ainda mais o tal comentário antigo de A e insinuando que A não lhe larga os calcanhares... A pessoa A quer repôr o seu bom blogo-nome e submete um comentário a dizer qualquer coisa do tipo "mas, mas.... isso não foi bem assim" e tenta repôr a verdade. A pessoa A vê o seu comentário rejeitado. A pessoa A insiste passado um dia.Volta a não ter o comentário publicado.

    Chamarias a isto o quê? Birra, não é? Não... Birra seria se fosse num bebé. Numa pessoa adulta é... Sei lá... É que nem se me ocorre nenhuma palavra para isto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, eu não sei... mas parece-me que uma pessoa assim, devia ser impedida de frequentar restaurantes!

      Eliminar
    2. Nada disso Palmier, nada disso. Vamos rodear a pessoa muito pouco adulta e nada segura de si de bebés chorões. A todas as refeições. E ainda a obrigamos a usar aqueles chinelos giros que vende.
      (Fiquei para morrer quando vi isso das mães histriónicas e com falta de atenção. Mas quem é que a tipa pensa que é??)

      Eliminar
    3. Oh pah... bebés por todo o lado! Debaixo da mesa, pendurados no tecto, dentro da empada de lebre, nos apliques de parede! ahahahahhahahahahahhahahahahahhahahahahahahhahahahahahahahahahahahahhahahahahahahahhahahahahahahahhahahahahahahhahahhahahahahahhahahahahhahahahahahhahaahahahahhahhahahahhahahhahahhahahha

      Todos armados com a bela sandaloca! :DDDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    4. Olhem, pena tive eu de esta polémica rebentar depois de eu ter visto a sodona e sodono a jantar no Allegro Shopping. Munida que ia da minha criança que não para um segundo, daquelas que canta e dança em público, ter-me-ia sentado na mesa ao lado e aquilo é que ia ser um jantar romântico! Ass. Mãe lá da escola

      Eliminar
    5. Ahhahahhahahahahahahahhahahahhahahhahhahahhaahhaahahhahahahahahhahahahahahahahah
      Teria sido perfeito! :DDDDDDDDDD

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahshshahahahahahahahahahahsahahahahahahahaha
      Claro! Planta sabor a manteiga! Para que os casais se possam lambuzar convenientemente!

      Eliminar
    2. O Aero-ohm até já colocou uma providência cautelar contra a Planta.
      AnaB

      Eliminar
  7. Já eu concordo inteiramente que ouvir choros nos restaurantes é horrivel já nem falo nas crianças a correr DENTRO dos restaurantes , que para alem de incomodarem muito toda a gente que está lá, dificultam bastante o trabalho dos empregados de mesa que ficam aflitos para não magoarem ninguem.
    Uma coisa são pais que educam os filhos outra coisa, bem ........outra coisa é o resto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A minha questão é: quantas vezes fomos incomodados por bebés a chorar em restaurantes? É que eu, que costumo jantar fora com muita frequência, lembro-me para aí de duas ou três situações... vale a pena a revolta?

      Quanto ao resto... enfim... :D

      Eliminar
    2. Anon das 14.19h agora faça um exercicio mental e pense quantas vezes foi incomodada por adultos em comparação com crianças? Eu fi-lo e fui mais incomodada por "adultos".

      Eliminar
    3. O facto de existirem adultos mal comportados não anula o outro facto de que haver crianças aos berros e a correr em restaurantes em horrivel.
      Uma coisa não anula a outra, isso é como dizer levar uma facada é mau, mas levar duas é pior.
      Na verdade se pensarmos bem, essas situaçoes são sempre criadas por adultos, sejam os proprios , sejam os pais deste tipo de crianças.
      A má educação é sempre fruto de egocentrismo.

      Eliminar
  8. Isso parece-me uma tentativa de resolver o problema à posteriori, logo ineficaz (bebé bom, bebé mau, etc.) Melhor seria resolver à anteriori: atacar na raiz, logo nos ditos pares românticos, que, seguindo a lógica de Morgado (não vou entrar em detalhes, a Natália Correia fê-lo muito melhor do que eu seria capaz) serão os próximos a gerar bebés ruidosos, incomodativos, perturbadores do romantismo alheio. Pois esses casais, dizia, seriam sujeitos a tratamento preventivo, que impediria a geração, a posterior prevaricação, o desconforto alheio: o tratamento seria efectuado na hora, sempre que um casal fosse apanhado em olhares lúbricos, em ósculos concupiscentes, e para isso seriam mandatados os próprios cozinheiros, em casos excepcionais, os auxiliares de cozinha, mediante certificado de proficiência passado por centros de formação autorizados, validados pela ABEAGIF. Autoridade Blogoesférica de Extracção de Apêndices Geradores de Incómodos Futuros. Rápido, eficaz e sem custos para o contribuinte, que é o mais importante, no fim de contas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhahhahahahhahahhahahhahahahahahahahhahahhahahhahahaahhahahahahahahahhahahahhahhahahahhahahahhahahahhahahhahahhahahahahahahahhahahahhahahahhahahhahahahhaahhahahahahahahhahahahhahahhahahahahahahahhahahahahahahahahahhahahahahahahhahahahahahahahhahahahahahahahahahhahahahahahahahahahhahahaahahahahha

      Palmier Encoberto, no exercício das funções delegadas por Saia da Neuza, nomeia desde já Xilre para a presidência da ABEAGIF, devendo, a partir de hoje, reunir uma equipa competente para agir em conformidade com os estatutos supra indicados! :DDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Mas, lá está, o Morgado defendia que "o acto sexual é para ter filhos"! Tem é que haver menos Morgados e mais Natálias: mais sexo por recreação e menos para procriação! Acabarem todos como o Caniço da "Chuva na Areia"... Não vale um c******! :D

      Eliminar
  9. E um autocolante destes na porta
    http://comps.canstockphoto.com/can-stock-photo_csp8492199.jpg

    ResponderEliminar
  10. Nham nham, adorei a receita! Tem ar de ser tenrinho. :D
    Por acaso, costumo dizer aos sobrinhos quando se portam mal, que os meto no forno com batatinhas. Chamem-me sádica, mas a reacção não tem preço. :D
    Quem é a alma caridosa que me mata a curiosidade, que por sua vez me está a matar, sobre de onde iniciou esta epopeia?! Agradecida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :DDDDDDDDD
      É ires à NM, que de lá dás logo o salto! :DDD

      Eliminar
    2. Sucesso! Agradeço as pistas. Confesso que eu, como darwinista, não chegaria lá sozinha.

      Eliminar
    3. De facto é um caminho tortuoso! :DDDDDDD

      Eliminar
    4. Ahahahahahahah NM - a trampolim!

      Eliminar
  11. Proponho uma visita à Ros Lisboa, perdão, Lisbon que é mais chique, com os nossos bebés na hora da birra do sono.
    Rua da Senhora da Glória, 32.
    Vou mandar um mail a perguntar quando sai a colecção de criança.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahahahhahahahhahahahahhahhhahahahahhahahahahahahahahahhahahahahahahahahahhahahahahahahahahhaahhahahaahhha
      Eu (que já não tenho bebés) até peço um emprestado para o efeito! :DDDDDDD

      Eliminar
    2. Não, não. Quem não tem bebés leva as crianças, mesmo. Mas primeiro vamos ao McD e não os deixamos limpar as mãos. E obrigamo-los a comer as batatas fritas com maionese.. e ketchup. E quando lá chegarmos? Oh... quando lá chegarmos damos-lhes ordem para remexerem em tudo, o que mexer em menos sandálias é uma maçã podre. Que tal?

      Eliminar
    3. Sim! Que o McDonalds é o único restaurante a que as crianças podem ir! Até porque é super saudável! :DDDDDDDDDDD

      Eliminar
    4. Boa! E também não seria mal lembrado levar o bebé com a fralda pesada. Pedir para pegar na criancinha e tentar experimentar vários modelos de sandalocha. Assim, com imeeeennnso interesse. Passada meia hora sair de lá a dizer que ia pensar qual compraria numa próxima visita.

      Eliminar
    5. Que parvinhas q vocês são!deus tenha piedade de quem não sabe interpretar um texto...

      Eliminar
  12. Eu nestes muitos anos de vida conto 3 situações em que fiquei incomodada por ver crianças num restaurante:
    - 1 bebé de 2 anos à solta pela sala e pousa as mãos gordurentas na minha saia!! Os pais, nem aí, nem desculpas!!!
    - 1 mãe a almoçar com uma filha, uns 10 anos, criança obesa. A mãe pede salada para ela e uma pizza com coca-cola para a filha. Fiquei incomodada com uma mãe que se preocupava com a sua linha e saúde e não com a saúde da filha.
    - Uns pais com bebé de colo, já passava da meia-noite, sala de fumadores, mãe a fumar com o bebé a chorar ao colo. Não era, claramente, o sitio e horas para estar com um bebé.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... é que pela confusão em torno deste assunto, parece que todos os restaurantes têm uma horda de crianças desvairadas a saltar em cima das mesas...

      Eliminar
    2. Não sabeis que as criancinhas são selvagens irracionais que pululam por todo o lado? Caramba em que mundo vivem para não saber essas coisas básicas?

      Eliminar
    3. Ahahhahahhahhahahhahahahahhahahahhahhahahahhahhahahhahahhaahhaha
      Olha... Parece que vivo num paraíso...! :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    4. Ou vivemos num mundo, próprio, realmente educado e tolerante?

      Eliminar
  13. Oh pah... Ainda tenho um tempo de espera para poder ir por aí bebézar songamongas , mas em contrapartida, posso lançar a mão a adultos enfezados e com caras de parvos, que fazem mais chinfrim do que uma criancinha, por isso...
    Heeeeeere's MD e a sua Caca Ululante, o pavor dos melosos de qualquer pedaço de estrado que venda sushi e vinho tinto ! Hiiiiihaaaaaaa!!!!

    Olhe que 5 anos de prisão em regime Farniente no La Famiglia Inn -Bars, pó ser até é bastante apelativo... :):):):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahhahhahahhahahhahahhahahhaaahahha
      Se calhar é isso mesmo! Querem todos ir para o La Famiglia Inn! :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  14. atenção, parece que afinal em casamentos tb não se pode e já tinha lido por lá que em férias tb não. E eu pergunto, quando tiverem filhos vão-se fechar em casa ou só são mães a tempo parcial e levam as crianças só quando der jeito?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Têm de ficar trancadas em casa até atingirem a maioridade! :DDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Oh cum caraças... Já me perdi... Não há ninguém que se voluntarie para fazer uma lista? Amanhã já nem sei onde posso ir com os putos...

      Eliminar
    3. NM na dúvida é não levar a lado nenhum, que isto de ter filhos é muito bonito mas é só quando dá jeito. É tipo acessório, se não combina não usa tá a ver?

      Eliminar
  15. Obrigada palmier! Proponho que juntes à proposta de lei a intenção de afastar dos restaurantes, se calhar da superfície terrestre, as pessoas mal vestidas ( perturba a beleza), as que mastigando boca aberta, as que falam alto, as que compram roupa na desigual, as que dizem hades sem se referir ao inferno, enfim toda a gentalha que a mim me incomoda quando saio à rua.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. AHhahahahahahhahahahahhahahhahahhahhahahahhahhahahahahahahhahhahahahahhahahahahahahhahaha´
      As que compram roupa na Desigual!
      Ahahhahahahhahahhahhahhahahahhahahahahahahhahahhahahahahhahhahahhahahahahhahahahhahahahaha

      Eliminar