segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Depois a pessoa atinge um patamar na vida com que nem nunca sequer sonhou...

- Oh mãeeeeeee não a mates! Oh mãeeeeeee, por favor, tem cuidado que ela ainda é bebé! Oh mãeeeeeeeeee não a esmagueeees! E, perante este verdadeiro drama, a pessoa dá por si, com arrepios na espinha e com os cabelos eriçados, a varrer uma osga para dentro de um copo, com o objectivo de a devolver em segurança à mãe Natureza.


Sinceramente? Nunca pensei que este dia pudesse chegar...

39 comentários:

  1. Viva os filhotes! Só eles é que nos impedem, por vezes, de fazer coisas que parecem tão obvias... :-)
    A mim, as osgas não me causam impressão... Só espero não vir a ter que fazer o mesmo por alguma aranha, ou algum "louca-a-deus" ou alguma bicheza dessas... iiiikkk...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Brrrrrrrrrr... foi um exercício de auto-controle nunca antes visto! :DDDDDDDDD

      Eliminar
  2. E tu ias esmagá-la? Só de olhar tenho arrepios, pequenina ou grande jamais me chegaria perto, muito menos para a esmagar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh pah... sei lá! Aquilo estava no quarto dos miúdos (que eles gostaram muito da osga, mas se não a tirasse de lá eles recusavam-se a entrar...) e eu ia dar-lhe uma vassourada e fugir a gritar! :DDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Dar uma vassourada e fugir a gritar é definitivamente uma atitude na qual me revejo :DDDDD

      Eliminar
  3. :)))))))))))))))))))))))))))))))

    amei!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Palmy e a Osga :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Brrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr! Acho que não volto a repetir tal proeza... :DDDDDDDDD

      Eliminar
  4. Acho que a deviam adoptar. Seria a primeira osga fashionista da blogosfera... E podiam pedir ajuda à Sexinho, ela é que gosta muito de osgas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh pah! Como é que não me lembrei disso! Até já tinha nome!
      Osga de la Renta! :DDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. E sim! Uma tutela partilhada com a Sexinho, era o ideal! :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    3. Opah! essa é tão bebééééééééééééééééééééé!
      Se nem às grandes que me assustam eu sou capaz de fazer ou deixar fazer mal, a essa adoptava-a mesmo!
      Que coisinha tão bonitinha! Olha lá as mãozinhas dela; que gracinha assim em pé!
      Juro que estava capaz de a ensinar a andar no meu ombro para todo lado!
      (Hum…e daí, talvez esteja a exagerar…)

      Eliminar
    4. Só te digo... se te apresentasses de osga ao ombro, dava dois dias para seres contratada como a nova musa da Lacoste! :DDDDDDDDD

      Eliminar
    5. Achas?!
      VAI JÁ À PROCURA DA OSGA PORQU´EU CAREÇO DEEEEEEEEELA!
      (depois dou-te uma percentagem, ok?)

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Por acaso agora que já está longe até me parece fofinha... mas ali na parede... blheeeeeeec! :DDDDDDDD

      Eliminar
  6. Que patinhas tãaaaaaoooo boas!!!

    (Sim, sim, tenho trazido o mais novo descalço e descobri que há uma espécie de tara colectiva por pés de bebés... Esses da osga não são excepção... Fofos que só eles!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora imagina uns sapatinhos matchy-matchy para aquelas quatro patinhas! Que amoooooooor! :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  7. Que horror!!!!! Tenho PAVOR A OSGAS!!!! Na semana passada estive no Alentejo e entrou uma rã mínima para o quarto, saltava por todo o lado!! Só adormeci quando a apanhámos.....de madrugada!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :DDDDDDDDDDDD
      Eu também odeio! Mas... ou era eu a tratar do assunto... ou então era eu a tratar do assunto! Não havia grandes hipóteses! :DDDDDDDDDDD

      Eliminar
  8. Oh, coitadinha! Ē mesmo bebé. Aqui no quintal temos uma família de osgas e temos visto os bebês a crescer. Não fazem mal, é mais preconceito. Solta lá a bichinha. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já soltei! Soltei logo! Brrrrrrrrrrrrrrr! :DDDDDDDD

      Eliminar
  9. Bem, a verdade é que a sua osga, é uma osga cheia de estilo! Já viu aquela pose ?
    E as listas laranja, tão Lacoste Pre-fall ( afinal, são parentes afastados) ... Um geek gecko talvez ?
    E estar em comunhão com a natureza num estado (c)ósmigo, é absolutamente fascinante.!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Podia tê-la cosido a um pólo! Passaria perfeitamente por uma Lacoste! :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. O que eu me rio consigo, MD Roque :).
      Eu detesto osgas mas essa até está com uma pose fofinha.

      Eliminar
    3. Lacoste. Ahahhahahahahahahahahahaha. Lacoste!!! Eu morro :D

      Eliminar
  10. MUUUUUUUUUUUUUUUITO bem, Palmier!!!! Eu hoje à tarde fiz o mesmo mas foi com uma vespa.... :-)
    (um beijinho a essa menina, ou menino, àquele que deu o sábio conselho)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Brrrrrrr... uma vez fui perseguida e picada por um enxame de vespas... acho que para essas ainda não estou preparada... :D

      Eliminar
  11. Esse é o copo das visitas indesejáveis? :D
    As osgas são nossas amigas, dão cabo da mosquitada e afins.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A partir de agora, sempre que aparecer uma visita dessas, mando logo vir o copinho da osga! :DDDDDDDDDD

      Eliminar
  12. Nada de matar osgas! Também já eduquei o meu marido nesse sentido, que vinha sempre de vassoura em riste. E também já usei essa técnica ;)

    Já aranhas... Medo!

    ResponderEliminar
  13. Tão fofa, gostava tanto de ter aqui no meu quintal, mas na minha zona não vejo osgas, só sardaniscas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As sardaniscas têm um ar esperto e são giras mas também me assustam...

      Eliminar
  14. Essa eu acho fofinha! E fiquei derretida com a preocupação dos pequenos Palmiers para com a bichinha. Agora centopeias, estremeço só de pensar! E a figura que já fiz por aqui quando entrou em casa a maior melga que já tinha visto na vida: desatei a chamar por socorro, a gritar pelo marido para que "me salvasse". É estúpido e desproporcional, eu sei, mas insectos... Ainda hoje sou gozada por esse episódio.

    ResponderEliminar
  15. Acho super fofinho que as crianças com a idade da sua filha tenham esta preocupação com o ambiente e o desenvolvimento sustentável e que todos os animais são importantes para a manutenção do mundo como o conhecemos: diversificado

    ResponderEliminar
  16. Eu era assim quando era criança... e agora dou por mim a ver a descendência com as mesmas atitudes! É o ciclo da vida... é de louvar o amor e a preocupação pela Natureza! Muito bem :)

    ResponderEliminar