sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Só vou para aí na página cinquenta

Mas até estou nervosa, a ver se não gasto este livro num instante...


(só não percebo quem inventou esta capa horrorosa de romance cor-de-rosa. Porquê?!)



48 comentários:

  1. Pela capa nunca o compraria. Quando o terminar dê notícias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente! É a chamada capa-repele-leitores, uma total anormalidade! O livro parece-me excelente.

      Eliminar
    2. A obra-prima de uma grande escritora.
      A capa dessa edição deve-se ao filme que fizeram há pouco. Setesto essa mania.

      Eliminar
    3. Percebe-se que foi feita com base no filme, mas, que raio, podia ser menos má! É que fico mesmo ofendida com estas capas :D

      Eliminar
  2. Já o li há alguns anos em francês ( e com uma capa bastante melhor), de acordo com o conselho do meu pai. Gostei muito do livro. A história da autora é bastante trágica. Judia, convertida ao catolicismo, convenceu-se que tal a faria escapar dos nazis. Infelizmente tal não era verdade, foi presa e morreu num campo de concentração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todas as outras capas (https://www.wook.pt/autor/irene-nemirovsky/7836) são absolutamente normais, só esta é absurda. Estou aqui a segurar-me para não encomendar os livros todos de uma vez :)

      (sim, também já tinha ido investigar a biografia :)

      Eliminar
    2. Algumas capas da D. Quixote são atentados completos.

      Eliminar
    3. O livro inacabado é tão bom, resta-nos imaginar como seria se não tivesse morrido antes de o terminar. Nem tão jovem.
      Há livros em que ela fala dos pogroms, a relação difícil que tinha com a mãe, mãe que se recusava a envelhecer e que era muito severa para com ela, ciumenta da sua juventude. Tudo isso passou à escrita. E há muito para se ler nas entrelinhas, à primeira vista O Baile parece menor, mas há muito mais do que se lê.
      E este livro em concreto só nos chegou às mãos quando a sua filha teve coragem de abrir o caderno em que a mãe havia escrito.
      Fizeram o filme mas a filha morreu entretanto.
      Como a ana diz e bem, ela converteu-se ao catolicismo e como estava no meio de ilustres (e já era conhecida) e porque se sentia muito francesa, achou que isso lhe serviria de protecção.
      Uma história muito triste, dentro das outras milhentas histórias tristes.

      Eliminar
  3. Sempre que um livro é adaptado ao cinema é ver estas capas tenebrosas a aparecer :D Mas olha: vai para a lista!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. quanto melhor é o livro, mais hediondas se tornam estas capas!

      Eliminar
  4. A sistema solar editou um "novo".
    https://www.wook.pt/livro/o-caso-kurilov-irene-nemirowsky/19084752
    Acho que na Wook não há "O baile" mas deve haver na Fnac ou na editora Relógio d'Água.
    http://relogiodagua.pt/produto/o-baile/

    ResponderEliminar
  5. Sugeri-lhe este livro e tenha sido escolha sua ou por sugestão, fico satisfeita por mais uma pessoa ler e gostar de Némirovsky. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi por sua sugestão, já aqui há uns tempos, num post lá para trás :))))

      Eliminar
    2. (na altura encomendei uma série de livros, mas este, lá está, foi ficando para trás por causa da... capa!)

      Eliminar
    3. Nada há agradecer :)

      Eliminar
    4. Desculpe a falta de palavras e a falta de pontuação.
      Os telemóveis não colaboram, o ipad também não.
      Tenho que parar com a escrita Swype.

      Eliminar
  6. Essa capa é horribilis e não faz jus ao livro que é.
    Durante muitos anos não reeditaram o livro. Bastou fazerem o filme (que nem vi)para sair uma reedição. Com essa capa linda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que é tão estúpido... quem pega num livro com esta capa não vai gostar do conteúdo e quem pode gostar do conteúdo não lhe pega por causa da capa!

      Eliminar
  7. Tenho esse em espera. Gosto muito da escritora.
    Ando maravilhada com Em busca do tempo perdido. Fugi da obra durante imensos anos com medo de não ter arcaboiço e por tanto se falar nela e na sua complexidade.
    Uma beleza de escrita, observações de alguém com um enorme poder de observar e entender os outros, um entrelaçar de acontecimentos que mais tarde serão entendidos. As descrições de um mundo e costumes que nos são estranhos.
    Já deves ter lido, caso não o tenhas feito e vieres a ler, aviso já que vais sublinhar páginas inteiras com os teus belos marcadores.
    Saber que Proust se retirou da vida e fechou num quarto forrado a cortiça, que escrevia numa posição impossível (em cima dos joelhos)e que tinha tanta fé no que escrevia que pagou do próprio bolso o primeiro volume (ninguém o queria publicar), ainda torna a obra mais valiosa.
    Faltam-me 3 volumes para terminar e já decidi que é para reler daqui a uns anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pronto, lá começam vocês a desinquietar-me! :D

      Eliminar
    2. :DDD Desculpa, mas as coisas boas são para partilhar.
      Vale mesmo a pena, mas também entendo que algumas pessoas não se empolguem tanto quanto eu. Tem a ver com gostos e feitios. Provavelmente para alguns a descrição de nuvens, flores e pensamentos são uma seca, mas para mim são de uma tremenda beleza.
      De resto, tenho aprendido muitas palavras novas e a minha ignorância em certos temas melhorou consideravelmente.

      Eliminar
    3. Proust é obrigatório! Pareço uma verdadeira maluca mas já li e reli.

      Eliminar
    4. Acho Proust horrível. Deve ser a criatura mais entediaste da história da literatura...

      Eliminar
    5. E a Suíte Francesa, já leste? É tão bom! Agora vou tentar impingi-lo a toda a gente! :D

      Eliminar
    6. Não. Mas agora fiquei com vontade de ler!

      Eliminar
  8. Palmizinha do meu coração, muito agradeço estes posts de livros.

    ResponderEliminar
  9. Vocês são a minha desgraça e ruína.
    A tua sorte é que me pagas em gargalhadas diárias, Palmier.
    Vou dizer baixinho enquanto te faço um cafuné e digo que o teu cabelo é a inveja de todas e todos, para não te enervar. Estás calminha? Muito bem. Estou a terminar A familia Golovliov. É deprimente e negro. Uma família de latifundiários que passa a tristeza e a morte através de gerações. De loucos. Muito bom. Uma das personagens é para mim das melhoras da literatura russa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma das personagens é das melhores da literatura russa?! Ahhhhhhh.... que nervos!:DDDDDDD

      Eliminar
    2. Para mim, atenção E olha que há muitas e sou apaixonada pela literatura russa.

      Eliminar
    3. Não podemos falar em escritores russos sem falar do Andrei Makine, um russo contemporâneo e a escrever em Francês. Uma prosa do mais belo que há do escritor preferido de muitos escritores. Dos que li e ainda me assombram encontram-se La Femme qui attendait e La Musique d'une vie, mas muitos outros são premiados e também muito apreciados. Eu li em inglês confesso, mas vou-me abarcar a ler os próximos no original.

      Eliminar
    4. Pois, acho que não está traduzido... para mim só mesmo em inglês :)

      Eliminar
  10. Muito bom, li-o há poucas semanas. Estou a ler A Guitarra Azul, do irlandês John Banviile (vencedor do Man Booker Prize 2005), e estou a gostar bastante.
    Anónima leitora

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho ali a Guitarra Azul em fila de espera, mas não sei porquê, ganhei uma embirração ao livro... depois quero um balanço final! :D

      Eliminar
  11. Li a sinopse e fiquei interessada. Mas uma pergunta..a história está inacabada?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A obra foi concebida em cinco partes, com base na estrutura da quinta sinfonia de Beethoven, daí o título: Suite Francesa - uma forma musical. Só que só foram escritas duas partes porque a escritora foi morta em Auschwitz antes de poder acabar a obra. Ainda não cheguei ao fim da primeira parte, mas presumo que cada uma dessas partes esteja completa.

      Eliminar
  12. Muito obrigada, Palmier! Já o tinha andado a namorar, acabei por não trazer (sim, sou uma pessoa muito indecisa...), agora vou buscá-lo com confiança :)

    ResponderEliminar
  13. Adoro estes posts de livros mas levam-me a ruína! Já acrescentei mais 3 títulos a lista :)
    E concordo, essa capa... Nunca pegaria no livro!

    ResponderEliminar
  14. Oh Meu Deus!! A sério? A capa realmente é tenebrosa, mas agora fiquei tão feliz por saber que existe o livro! Vi o filme no ano passado muito por acaso e gostei tanto mas tanto!Pronto, lá terá que ser :). Obrigada!

    ResponderEliminar
  15. Porque é a capa do filme...Agora deu-lhes para fazerem isso e estragarem capas
    Susana

    ResponderEliminar