quinta-feira, 12 de abril de 2012

É triste, eu sei…

Lembram-se desta minha estranha e prodigiosa capacidade de relinchar? Pois...
Fui buscar filha à escola e os meninos ainda estavam com a professora, na aula, a lanchar.
Expectativa: Entrei na aula à espera daquele super sorriso e beijinho de filha.
Realidade: Entrei na aula e os meninos pediram, em uníssono, que eu relinchasse.
No mundo ideal: Eu gracejava e dizia que esse boato era falso e saía discretamente.
No mundo real: Eu relinchei…
Facto: Sou, agora, a mãe que relincha.

6 comentários:

  1. AHAhahahahahahahahahhahaha

    aiiii mulher que a tua vida não é fácil, mãe sofre. ahahahaha

    Eu voto que fazias uma gravação e mostravas aos teus fiéis seguidores :P

    ResponderEliminar
  2. A mãe relinchadora! Lindo! Eu tb acho que devia haver um vídeo disso :)

    ResponderEliminar
  3. naaaa! não acredito. não és mulher não és nada se não repetires a experiência e a documentares com um vídeo que, obviamente, depois partilharás aqui com a gente.

    :))

    ResponderEliminar
  4. excelente! lol
    a linha entre a coragem e a loucura é tão fina tão fina tão fina... ;)

    ResponderEliminar