sexta-feira, 18 de março de 2016

Foooooooooooogo. Paulada na nuca.




(obrigada à Empadinha, que o recomendou num post aqui para baixo. Depois digam coisas... )

37 comentários:

  1. Não conheço o livro, mas a mesa é ...LINDA!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então lê! É super paulada, mas eu gostei muito :)

      (a mesa veio de casa de uma tia-avó, também gosto muito dela, no centro tem o S. Jorge a matar o dragão. Já vi algumas parecidas - mas não tinham o desenho ao centro, só tinham a parte geométrica - mas não faço ideia de qual a origem destas mesas...)

      Eliminar
    2. De repente também fiquei curiosa :D Fui à procura. São italianas, sec. XIX.

      https://www.parino.it/tavolo-italiano-legno-intarsiato.html

      https://www.parino.it/tavolo-intarsiato-gambo-centrale.html

      Eliminar
    3. Em museus e palácios é bastante frequente este estilo e eu gosto muito. Sempre gostei de motivos geométricos.
      Já fui ver o site e tem peças muito bonitas.

      Eliminar
    4. Também fiquei a andar por lá a ver as outras coisas :D

      Eliminar
    5. (mas não faço ideia se o site é ou não seguro...)

      Eliminar
  2. Querida Palmier, onde arranja tempo para ler os livros?
    Peço desculpa, não há segundas intenções na pergunta, mas eu, que sempre adorei ler e lia como se não houvesse amanhã, desde que cheguei à idade adulta (leia-se: filhos), adormeço em menos de 1 minuto, logo que me sento no sofá, acompanhada do meu livro.
    Bem, se calhar já estou numa "idade mais adulta" que a Palmier... Demoro meses a ler 1 livro... :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Normalmente dá-me a moleza ali pelas sete da tarde, depois janto e fico como nova :D, das nove / nove e meia da noite - quando os meus filhos vão para a cama - à uma da manhã dá para ler bué :)

      (depois custa-me um bocadinho levantar às sete, é verdade, mas não consigo adormecer antes da uma...)

      Eliminar
    2. Desculpa a pergunta, mas os teus filhos têm actividades extra escola?
      Eu pergunto isto porque vejo miúdos a terem imensas actividades pós escola e pergunto-me a que horas se deitarão?

      Luciana

      Eliminar
    3. Ouço muita gente queixar-se de falta de tempo para ler. Acho que são opções. Eu leio bastante mas não passo horas (nem nunca passei) em frente à tv.

      Eliminar
    4. Luciana, têm mesmo na escola, sem andar para trás e para a frente. Também não percebo bem como conseguem ter vinte actividades em sítios diferentes e tempo para estudar e fazer TPCs...

      Eliminar
    5. ahahahahahah

      Estás a falar dos meus, não estás?

      Eles aprendem a organizar-se. Fazem o que eu nunca fiz, tal como aproveitar os intervalos e horas de almoço para estudar e fazer os trabalhos.

      Eliminar
    6. A minha filha vejo-a bem a organizar-se... agora o meu filho...

      (e eu recuso-me a martirizar-me com essas andanças! Fui com o meu filho durante uns tempos ao CIF, às seis da tarde, no Inverno... epá... apesar da hipotermia ainda fui a tempo de jurar para nunca mais. :D)

      Eliminar
  3. Deste escritor li "A ilha de Caribou" não foi paulada mas tem passagens referentes ao casamento e vida conjugal bastante potentes.
    Tenho em espera "Aquário".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi o primeiro que li dele... gostei muito.

      Eliminar
    2. Não aguentei e já comprei o livro.
      A Ahab já não existe e nunca se sabe quantos exemplares restam. Na Wook tinha que esperar 10 dias ( 2º a minha experiência podem ter ou não ter), comprei na Fnac e já estou muito mais descansada :DD
      Adoro quando fala de livros e pelo post e pelos comentários se descobrem maravilhas.

      Eliminar
    3. Eu mandei vir da Wook, mas assim é mais seguro :D

      Eliminar
    4. Fiz encomendas em que o tempo máximo era de 10 dias. Ao 21º dia ou 2 meses e meio depois me avisam que afinal e apesar de todos os esforços não foi possível...

      Não quis correr riscos. A Ahab tinha livros muito bons. "A visita do médico real" (Enquist) é um belo e trágico romance baseado na realidade. Até hoje não vejo um cavalo branco sem me lembrar de Struensee.
      Na Dinamarca não ficaram monumentos ao malogrado ministro-mor do rei demente. Mas o livro não deixa ninguém esquecer.
      É belíssimo.

      Eliminar
    5. :DD
      Somos umas fáceis!
      Espero que goste.

      Eliminar
  4. Pffff... já comprei. Vocês levam-me à ruína :)

    ResponderEliminar
  5. Palmier, deixe-me dizer-lhe que a menina a ler livros e essas coisas ainda chega a Secretária de Estado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Senhor Ministro. Na verdade é o meu sonho! :D

      Eliminar
  6. Bom Palmier, lá vai a Uva comprar mais uma bodega para meter nas entrelinhas da memória. Pauladas na nuca é melhor que ficar a babar em frente à novela.

    ResponderEliminar
  7. Também foi dos livros que mais me marcou. É brutal (no verdadeiro sentido da palavra). Já o livro há uns anos e ainda me lembro da cena do arco e da flecha e do final, claro, que, no entanto, gosto de acreditar que funcionou como um aviso que a filha iria compreender.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse livro é o que alguém num comentário acima leu. Também é bom.

      Eliminar
  8. Caraças, agora acho que troquei os títulos e falei do que li e não deste ( sou péssima com nomes). De qualquer forma, recomendo este outro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fogo, agora até me assustei. Achei que estava maluquinha, que tinha acabado o livro ontem e que não me lembrava nada dessas cenas! :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  9. http://cacomae.blogspot.pt/2016/03/vencedoras-passatempo-bexident.html

    não acredito que a Palmier ainda não reagiu a isto??

    ResponderEliminar
  10. Sra dona Palmier de mi corazón, confesso que o meu coração palpitou mais depressa quando vi a capa do livro no post. Ora que uma pessoa já a visita aqui há uns anos, e acho que só comentei uma vez e também por causa de um livro. Sou uma leitora assídua mas caladinha porque não tenho nada para dizer, venho só divertir-me com o vosso bom humor. Mas saber que sua alteza leu um livro aconselhado por mim?!! sinto-me honrada (vamos lá a ver, que estou a falar a sério, ok?).
    Obrigada pela confiança, se me permite, aconselho agora uma coisa completamente diferente, que se lê numa hora, mas que nos marca com força neste mundo de livros: "A casa de papel" de Carlos Maria Dominguéz. Dona loira, também sou sua fã (vamos lá a ver que estou a falar a serio,outra vez, ok?), nunca me pensei capaz de lhe poder sugerir um título, pois tenho tanta inveja de não poder ler a essa velocidade.
    Um grande beijinho às duas qualquer dia ainda crio um blogue para parvejar um bocadinho com vocês de vez em quando.
    A empadinha (no Luiz da Rocha há umas muita boas)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :D

      Gostei mesmo muito! Vou já encomendar este :) e fico à espera desse blog :)
      Um beijinho e obrigada!

      Eliminar
    2. A casa de papel está esgotado e já não se edita. Arranjei-o na biblioteca cá do sítio, mas quando gosto muito de um livro (e este é maravilhoso), gosto de o ter. A bibliotecária disse-me que é frequente este aparecer em feiras (p.ex aquelas tendas que no Verão estão junto às praias ou no Metro) ou naquelas promoções para escoar stocks das livrarias mais antigas. Ainda estou á procura, ainda não desisti.

      Eliminar