quarta-feira, 12 de outubro de 2016

A propósito do Nobel

Ainda não perdi a esperança de, um dia, atribuírem o Nobel da Literatura a um escritor cujos livros eu tenha lido previamente...


201 comentários:

  1. Ohhhhhhhhh nunca leste o Saramago? :( previamente claro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Li, depois do Nobel. Muito depois.

      (tinha um problema com a pessoa-Saramago que me impediu durante muito tempo de ler os livros)

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Ahahahhahahhahahhahahahhahahahhahahhahahahhahahahahahahahahahahahahah

      (uma pessoa tem de alimentar os sonhos, Tio Pipoco... :D)

      Eliminar
  3. Já me aconteceu!!!Saramago e Doris Lessing.
    Tenho dúvidas em relação ao turco Orhan Pamuk, cuja leitura aproveito para recomendar.
    Dos candidatos destes ano só conheço Murakami de que não gosto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que sorte! Sinto-me sempre uma ignorante quando leio o nome do Nobel :D

      (pois, também tenho um problema com o Murakami, desde aquele livro sobre corridas que lhe colei a etiqueta de blogger das maratonas e nunca lhe li duas linhas. É uma embirração, bem sei. Mas ainda não a ultrapassei :D)

      Eliminar
    2. Comece com "Em busca do Carneiro Selvagem". Andei anos para ler Memorial do Convento com prazer. Parei, peguei no Evangelho e reconciliei-me com o escritor (não há nada pior do que lecionar uma obra que não se aprecia)

      Eliminar
    3. Combinado, vou encomendar :)

      (depois de muita resistência tenho o Ensaio sobre a Cegueira no meu top 10 :)

      Eliminar
    4. Não gosto de Murakami. Mas é certo que nunca ganhará o Nobel, bem que os fãs podem espernear.

      Eliminar
    5. Talvez não ganhe. Há muitos candidatos.
      Apesar de o apreciar, não esperneio.😉 Estou curiosíssima para ler a escritora russa.
      Palmier, e que tal Dylan? ( Nem sabia que escrevia)

      Eliminar
    6. Qual escritora russa?! Oh pá... sinto-me tão ignorante! :DDDDDDDDDD

      Eliminar
    7. A nobel do ano passado ( julgo não haver nenhuma este ano😂). Leu alguma coisa?

      Eliminar
    8. Deve estar a referir-se à bielorussa do ano passado, Aleksiévitch. Que escreve ficção com não ficção. Entrevista as pessoas e depois escreve o que lhe apetece.
      Dylan só escreve música e só aparece porque há sempre um tolinho qualquer que o nomeia. É motivo de gozo

      Eliminar
    9. (desculpe não me ter expressado bem. Estou aqui com o olho no burro e outro no cigano😉)

      Eliminar
    10. Ah, ufa! A Sveltana? Li "As vozes de Chernobyl". Tenho mixed feelings...

      Eliminar
    11. Essa toda.
      Mixed feelings não me convence a ler😉. Pode ser que surjam sugestões mais apelativas. :)

      Eliminar
    12. Motivo de gozo? Tadinho do Bob! Não havia necessidade de estragar a imagem.

      Eliminar
    13. Com que então era motivo de gozo?😂

      Eliminar
    14. O comentário não foi meu.
      Sim, era sempre nomeado por 1 pessoa já há sei lá quantos anos.
      Enquanto o antigo secretário lá esteve não acredito que tenha sido considerado. Agora esta senhora aparece e é isto.
      E escritores de letras de música são escritores de Literatura? O que o Sr. Nobel deixo escrito foi que o prémio seria atribuído a quem levasse a Literatura num caminho ideal ou idealista ( que 2º O comité foi essa razão pela qual Tólstoi não o recebeu?!? Aquele escritor que até influenciou Ghandi e a não violência, sabem?)

      Eliminar
    15. Acho que é para dar um ar bué moderno e hipster ao Nobel da Literatura... :D

      Eliminar
    16. na linha deste ano, Carlos Tê ganharia a Dylan.

      Eliminar
  4. ahahah. também pensava nisso.
    aconteceu-me com o Orhan Pamuk e na altura lembro-me de me regozijar quase como se tivesse sido eu a descobri-lo ahahaha.

    ResponderEliminar
  5. Respostas
    1. Genial, Palmier. Leia...

      Eliminar
    2. Por favor, Murakami parece que fez 1 cursito de escrita criativa e nunca parou de escrever sobre o mesmo. Inclusive sempre com o mesmo tipo de personagens.
      Há tantos japoneses bons para ler. Mishima, Kawabata,Tanizaki, Akutagawa, Dazai, Oe, Soseki. Estes valem a pena.

      Eliminar
    3. Epá... não conheço nenhum! Aposto que um deles leva o Nobel! :D

      Eliminar
    4. Palmier não consigo comentar!

      Eliminar
    5. Lamento muito a minha falta de cultura, mas nunca li escritores japoneses... :/

      Eliminar
    6. O comentário em cima é meu. Escrevi um comentário lindo e perdeu-se! Depois escrevi um comentário a perguntar por esse e perdeu-se. O seu blogue não me deixava comentar! Pode-me fornecer o livro de reclamações por favor?...

      Dizia eu que sou a provavelmente a maior fã de Murakami. O primeiro livro que li foi "Sputnik, meu amor" quando era muito nova e não gostei (ou não percebi, talvez). Mas depois quando saiu a trilogia 1Q84 fiquei rendida ao senhor :) Tenho imensos livros dele, quase todos, e apesar de não adorar todos - não gosto muito dos contos - acho que ele é realmente genial. Como escritor e como pessoa.

      Recomendo que comece por este (que são dois), os primeiros livros que ele escreveu e onde conta a história dele e de como tudo começou :) http://www.leyaonline.com/pt/livros/romance/ouve-a-cancao-do-vento-fliper-1973/

      Eliminar
    7. Ah, ok. Pensei que o "não consigo comentar" era relativo ao meu desconhecimento da literatura japonesa :D

      Eliminar
    8. (vou dar uma oportunidade ao Murakami, juro :D - mas só uma! :D)

      Eliminar
    9. Ups! Peço desculpa :D Comentei em anónimo para ver se dava. Até pensei que não fosse dar! Não sei se com apenas uma começa a gostar... É um autor bem difícil (como se vê com os comentários), não conheço ninguém que goste. Mas vamos a isso :)

      Eliminar
    10. "laivos de ficção científica..."?! De certeza que devo arriscar estes?! :D

      Eliminar
    11. Já dei várias oportunidades ao Murakami e continuo sem gostar.

      Eliminar
    12. De difícil não tem nada. O problema é outro!
      São gostos.

      Eliminar
    13. Eu gostei... Mas estou quase a enfiar-me numa gruta, já não digo nada, que devo ser a única fã pelos vistos :D Sugeri porque são os primeiros que ele escreveu. Mas para mim até hoje nada ganha ao 1Q84 :)

      Eliminar
    14. Ahahhahahhahahhahahhahahhahahhahahahhahahhahahhahahahhaha
      Não deves ser certamente a única, há escaparates e escaparates de Murakami por essas livrarias fora :D

      Eliminar
    15. Estou com a ana, continuo sem gostar.

      Eliminar
    16. Não tenho paciência para este tipo de livros: estranha paixão do protagonista pelas orelhas perfeitas de uma mulher com um aguçado sexto sentido, a busca por um carneiro mágico capaz de proporcionar poderes especiais ao chefe de uma organização secreta e até mesmo a possibilidade de conhecer um número de telefone com acesso direto a Deus. A mulher coxa sempre a comer noodles etc etc. Não dá. Há muitos bons livros e tenho pouco tempo.

      Eliminar
    17. Pelos vistos toda a gente compra para descobrir que não gosta :D

      Eliminar
    18. Comprei e li porque não falo sem ler. Mas o meu tipo de livros não é este. Como provavelemnte o meu tipo de Literatura não deve ser o seu.
      Somo pessoas diferentes e há muita gente que gosta de Murakami. É um bestseller, um page turner, não é? :)

      Eliminar
    19. Anónimo das 11h12: Em busca do carneiro selvagem? :P Esse ainda não li, mas admito que adorei a sua pequena descrição. Murakami parece mesmo isso e, às vezes, é isso mesmo. Estranho, diferente, mágico, com uma loucura de revirar os olhos. Eu adoro. Mas leiam a trilogia 1Q84 e, se continuarem sem gostar, dou-me por vencida :)

      Eliminar
    20. Anónimo 11h24: eu não tenho um tipo de literatura, de verdade. Eu gosto de muita muita coisa, até porque leio desde que me lembro e com a idade vou descobrindo novas coisas que gosto e outras que já não gosto. Mas para mim Murakami é uma espécie de Pessoa, com diferentes estilos de escrita e personalidades. Há coisas que gosto mesmo muito. Outras que leio e não consigo gostar. Continuo a ser fã assumida dele, principalmente pela pessoa que é e por conseguir escrever coisas que nunca ninguém conseguiria imaginar. Ele consegue transportar-me para aquelas histórias doidas com duas luas e personagens que parecem saídas de um qualquer circo de outro mundo. Mas eu não quero que gostem dele, por mim ele pode continuar a escrever só para mim :)

      Eliminar
    21. A Trilogia onde no livro passam 200 páginas mas na história só passaram 2 horas?
      Amassar o barro para não conseguir fazer nada com ele? Felizmente requisitei os livros na biblioteca, caso contrário tinha-me chicoteado

      Eliminar
    22. Murakami e Pessoa??? I rest my case. Over and out

      Eliminar
    23. 'estranha paixão do protagonista pelas orelhas perfeitas de uma mulher com um aguçado sexto sentido, a busca por um carneiro mágico capaz de proporcionar poderes especiais ao chefe de uma organização secreta e até mesmo a possibilidade de conhecer um número de telefone com acesso direto a Deus. A mulher coxa sempre a comer noodles'
      Soltei uma gargalhada estrondosa. Obrigada, anónimo :D

      Eliminar
    24. Eye roll para os pseudo intelectuais que não lêem certos autores só pq estes são lidos por muita gente...

      Eliminar
    25. Já ouvi falar imenso da trilogia 1Q84. Já me foi recomendado por várias pessoas, separadamente. Está na minha lista de "para ler quando não tiver nada melhor para fazer" pois a minha primeira e última experiência com o autor levou-me a meses a arrastar o livro (e isto só porque me recuso a deixar livros a meio).

      Eliminar
    26. Entre os meus dias, estou contigo! Adoro Murakami e o seu non sense completo!

      Eliminar
  6. Estes japoneses já estão todos mortos. Não se aflija :DD

    ResponderEliminar
  7. Gosto muito desses japoneses sugeridos, apesar de não ter lido todos. Só Kawabata e Oe foram Nobel.
    Vou procurar e encomendar.
    Mas não consigo considerar os livros de Murakami bons.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá terei de acrescentar à minha lista. Caramba... e tempo para isto tudo? Parece que vou sempre a correr atrás! :D

      Eliminar
    2. Yukio Mishima foi um "maluco" que cometeu seppuku. Gosto muito. Pelo menos na Wook está esgotado "O marinheiro que perdeu as graças do mar" que era bom para iniciar o autor, ainda que não tenha a grandeza de "O templo dourado".
      Soseki não está editado em Português.

      Eliminar
    3. Fogo... vocês sabem muitas coisas! :D

      Eliminar
    4. De Tanizaki, As Irmãs Makioka, muito bom.

      Eliminar
    5. Pois é, mas tive que comprar a versão inglesa. Não há em pt, ou então houve mas só se encontra em alfarrabistas.
      Palmier, se realmente quiser ler Tanizaki não comece por "Elogio da sombra", que é uma comparação entre o que é belo no Ocidente vs a estética japonesa. Luz, sombras e efeitos. É interessante, eu gostei, mas para iniciar a obra não creio que seja a melhor.

      Eliminar
    6. Sim, também fui ver à Wook as Irmãs Makioka e só tinham em inglês ou castelhano...

      Eliminar
    7. O mesmo acontece com a tetralogia de Mishima, intitulada Mar da Fertilidade e composta por Neve de Primavera, Cavalos Selvagens, Templo da Aurora e A Queda do Anjo.
      Foi editada nos longínquos anos 80 e não reeditaram mais. Também tive que comprar a versão inglesa.

      Eliminar
    8. "Yukio Mishima foi um "maluco" que cometeu seppuku. Gosto muito."
      Isto conquistou-me. Sou uma fácil. Na verdade, já tinha ouvido falar dele e agora tive mesmo que comprar. O meu irmão tem "O marinheiro que perdeu...." e já o tenho para ler. Comprei ontem "O templo dourado". A Palmier devia falar com esta pessoa que recomendou estes escritores, façam uma parceria, ou um chá! Os leitores ficama a ganhar :)

      Eliminar
  8. Só me aconteceu com Saramago. (Estão a reeditar os diários de Saramago - Cadernos de Lanzarote).
    Conhecia de nome Mo Yan e a vencedora do ano passado.
    Ao escritor chinês dei-lhe 3 oportunidades mas não dá para mim. A do ano passado não li e acho que não o farei brevemente. Pamuk li há 3 anos, salvo erro, mas ou escolhi mal ou não sei. Li "O museu da inocência" que é de uma obsessão extrema.
    O Nobel está tão politizado que já nada tem a ver comm talento nem mérito. Já há alguns anos o prémio é dado para preencher quotas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deviam modernizar a coisa, com setenta votações públicas, como na ONU :D

      Eliminar
  9. António Lobo Antunes, please!
    Estou a fazer figas... mas claro que vai passar ao lado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quanto mais não fosse para eu poder deitar foguetes por ter lido antes de lhe atribuírem o Nobel :DDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Também estou, gostava tanto.
      Espero ouvir o nome todos os anos

      Eliminar
  10. Palmier, acho que este ano muito pouca gente vai conhecer o vencedor. Nem o Comité se entende (desde que entrou a nova secretária a coisa não tem sido fácil) e esticaram o prazo, daí ser hoje. Parece que irá para um africano, segundo as más línguas.
    E os Japoneses acima são bastante bons.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao menos isso! Que não seja eu a única ignorante! :D

      Eliminar
    2. Será a secretaria a Maria Alice com a sua saia travada e camisa branca?

      Eliminar
    3. Aposto que sim! :DDDDDDDDDDDD

      Maria Alice, por onde anda, conte-nos tudo sobre os seus afazeres na Academia!

      Eliminar
    4. Dra Palmier, tenho andado numa roda viva. Ele foram cafés, ele foram "cigarros", ele era bourbon, Maria Alice traga isto, Maria Alice traga aquilo, os membros da Academia estiveram a semana toda fechados a ouvir aquelas músicas. Agora vou ter de abrir as janelas para deixar entrar o ar fresco, nem sei como não dispararam os alarmes de incêndio com tanto fumo.

      Eliminar
    5. Imagino, Maria Alice! Devem ter sido dias extremamente complicados!

      Eliminar
  11. Para ver em direccto: http://www.nobelprize.org/
    ou no youtube: https://www.youtube.com/watch?v=RZDPKYuI6DQ
    Ao menos esbugalhamosos olhos em directo!

    ResponderEliminar
  12. Está a 42min de o conseguir. Isto para o Presidente Marcelo dá para "aviar" no mínimo (e com pausas pelo meio) 6 livros. Tá andar!!! chop, chop!!

    ResponderEliminar
  13. Sobre o Nobel da literatura só tenho a dizer que consta que agora o importante é a defesa de causas, não tanto a escrita. O que me parece tolo, para isso há o Nobel da paz, não é.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me parece, mas devemos estar enganadas... :D

      Eliminar
    2. Bem, já Saramago criou a sua fundação para causas nobres. Parece que se interliga tudo. Um dia destes, surge Malala como nobel da literatura

      Eliminar
    3. Estás s ver aquilo de ddfendercausas? Pumbas, o Nonrl foi para um cantor de intervenção. Bob Dylan.

      Eliminar
    4. Que cómico! Oh páááaaaaaaa! Estou mesmo divertida, minha querida! :DDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    5. Também eu, minha querida!
      Vamos dar as mãos e rodar sobre nós mesmas até cair! E vamos rir muito alto, minha querida!

      Eliminar
    6. Ahahahahahahahahahhahahaahahahahahahahahhahahahahahhahahahahahhahaahhahahahahahahahahahahahahahhahaah

      Eliminar
  14. Bob Dylan?????????????????????????????????????????
    Matem-me já

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "for having created new poetic expresssions within the American song tradition"
      Incrivelmente idiota isto. É gozar com escritores merecedores.
      Este prémio está oficialmente morto para mim.

      Eliminar
    2. Ahahahahahhahahahahahhahahahahahhahaha
      Oh páááááá! :D

      Eliminar
    3. Falou-se em gozo, chegou a nova secretária, pumbas!!! Venha o gozo! O grupo de professores de Português da escola onde leciono nem sabe o que dizer aos miúdos.
      Lá terei que recorrer ao google para responder a questões que me serão levantadas esta tarde. Socorro! 😂😂😂

      Eliminar
    4. Ahahhahahhahhahahahahhahahhahahhahahahhahahahhahahahhahahahahaha
      Então... dêem as mãos e ponham uma musiquinha! :DDDDDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    5. Pois... lá terá que ser! Oiça-se música na aula de oralidade ( hoje era sobre Saramago). Estou feita. Bem...ao menos gosto de Dylan! Já a "prata da casa"...

      Eliminar
  15. Ahahahahahahaah!!! O seu desejo foi realizado :p
    Bob Dylan! Ahahahahaahahaah

    ResponderEliminar
  16. AHAHAHHAHAHAHAHHAHAHHAHAHHAHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHAHHAHAHAHAHHAHA
    Quem é que aqui acima dizia que o Bob Dylan estava na lista por piada?!


    Aahhahahahhahahhahahahhahahahhahahahahhahahhahahhahahahhahahahhahahhahahhahahahhahahahahhahahahahahhahahahahhahahahhahahahhahahahhahahhahahahahahhahahhahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Venho agora manifestar-me. A culpa disto tudo é da Palmier, ela é que desejou que o prémio fosse atribuído a um escritor cuja... obra já tivesse "lido" previamente.
      Beware of what you wish for!

      (He is a great poet, and he is...(corte) embodies the tradition...(corte) and in 50years he reinvented himself...(corte), isto sou eu a ouvir a entrevista a quem anunciou o prémio)

      Eliminar
    2. Mas o problema é que o meu desejo não se realizou! Eu nunca li livros do Bob Dylan! Só lhe ouvi as músicas!

      Eliminar
    3. Mas o Bob já escreveu algum livro?...

      Eliminar
    4. Que eu saiba, não. Mas atenção que eu nunca sei nada sobre os escritores que recebem o Nobel! :DDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    5. Escreveu peças de teatro e poesia. Também é pintor e encenador/actor. Além de cantor/compositor. Agora com o Nobel é verdadeiramente Um homem dos sete ofícios.

      Eliminar
    6. Lido, ouvido... Tudo a mesma coisa! Segundo a wikipédia escreveu um livro em 1966 "Tarântula". Facto desconhecido até há uns 5min

      Eliminar
    7. Um homem do Renascimento, atrevo-me a ir mais longe até.
      Para o ano vai para a autora de Harry Potter.
      Abriram um precedente que pode ser o fim do Nobel como o conhecemos e como foi estipulado.

      Eliminar
    8. Peças essas, que aposto foram um êxito.....

      Eliminar
    9. Foi uma autêntica corrida às bilheteiras! :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    10. Um autentico "Serafim Saudade"....... artista da rádio, televisão e o resto nem sei muito bem como descrever :DDDDDDD

      Eliminar
    11. Se para o ano for a J K Rowling pelo menos já lhe li a obra :D (e apesar de a achar melhor que muitos autores muito conhecidos - temos de dar mérito ao "mundo" criado - não a acho material para um Nobel da literatura, pelo menos para já).

      Mas eu também não acreditava que dessem um Nobel ao Dylan.

      Eliminar
  17. Está explicado o motivo do prazo ter sido alargado, aposto que há membros a arrancar cabelos.
    Atrasaram para decidirem isto????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahhahahhahahhahahahahahahahahahhahahahahahahahahahahahhahahahhahahahhahahhahahahah

      Eliminar
    2. A Academia ensandeceu! Nem imagino a cara de alguns eacritores

      Eliminar
    3. Ahahhahahahahahahahahahahhahahhahahahhaahhahahahahah
      O Lobo Antunes...

      Ahahhaahhahahhahahahhahahahhahahhahahahahahahhahaha

      Eliminar
  18. Estamos tão hipsters!
    No próximo ano o prémio vai para um blogger e, no seguinte para um vlogger.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Reservo desde já o Nobel do próximo ano para mim! Eu também sou muito boa a reinventar-me! :DDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  19. Ahahahah e em 2017 o prémio vai para um Meme. 'Tá feito.

    ResponderEliminar
  20. Vejamos o aspeto positivo: não correremos em busca de livros ( poesia? Dramaturgia?)...a menos que seja a reencarnação de Pessoa😉

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem... já fechei a página da Wook. :DDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  21. Alguém já foi saber se o Pipoco está bem? Às tantas o senhor sentiu-se mal....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahhahahhaahhahaahhahahhahahahahahahhahahhahahhaahhahahahahahaah
      Já lá fui pedir a reacção! Vou lá avisar que há leitores preocupados! :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  22. Ouviu o entusiasmo naquele salão?
    Os que se pronunciaram deviam ser os "américan féntéstics".
    Caramba, o rei vai nu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem me consegui aperceber, fiquei tão aparvalhada que me concentrei no sueco da senhora, a achar que estava a perceber mal :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  23. Respostas
    1. (já prometi dar uma hipótese. Mas só uma! :D)

      Eliminar
    2. kafka a beira mar.
      (não vás para os contos que são loucos de mais e curtos paratentar perceber oq ue quer que seja...)

      Eliminar
    3. É neste que os gatos falam com pessoas e que cai peixe do céu, profecia de um pai, chulos e prostitutas, certo?
      Foi 1 dos 2 que li e foram doados a uma biblioteca.
      Cada qual com a sua.

      Eliminar
    4. sim, gatos que falam com pessoas (ou pessoas que ouvem gatos), peixes a cair dos céus qual sapos no magnólia, não me lembro dos chulos e das prostitutas.
      tb havia a meia história do velhote (ou já estou a confundir livros?).

      Eliminar
  24. Vai ser uma corrida aos audiolivros!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahhahahahahahhahaahahahahahahahhahahahahahahahahahahahahahahahahahhahahahhahahahahahahahhahahhahahahhahahhahahahhahahhahahahhahahahhahahahahahahahahhahahhahahahhahahahahahhahahahahahhahahahahhahahahahahhahahahhahahhahahhahahahahahhahahahhahahhahahahha

      Eliminar
    2. ahahahahah cum caraças :DDDDDDDDD

      Eliminar
  25. Bob Dylan? Oh God...
    É hoje que começo a beber...

    ResponderEliminar
  26. Qual será a corajosa editora portuguesa a editar tão magnífica obra?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. qualquer uma que consiga ser rápida na impressão. as editoras que o conseguirem são as editoras que não têm qualquer preocupação com a Literatura.

      Eliminar
  27. A RdA tem 2 volumes editados. Com os títulos (rufar de tambores, por favor)
    Canções! Txarammmmmmmmmmmm
    Ainda não estou em mim.

    ResponderEliminar
  28. Li há dias este artigo no New Republic acerca do Nobel:
    https://newrepublic.com/article/137496/will-win-2016-nobel-prize-literature

    Sub título? Not Bob Dylan, that's for sure
    Bob Dylan 100 percent is not going to win. Stop saying Bob Dylan should win the Nobel Prize.
    Deram-nos o dedo do meio, foi o que foi.

    ResponderEliminar
  29. Eu que adoro ler sempre me senti muito inculta quando diziam qual era o Nobel da literatura. "Euzinha" armada em boa, ia sempre com a esperança que fosse precisamente alguém de quem eu conhecesse a obra mas tal nunca aconteceu.
    O facto de te acontecer o mesmo deixa-me mais reconfortada, uma vez que te considero uma pessoa com cultura e classe. Logo, se te acontece a ti de certeza que estou perdoada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Yeah! Vamos dar as mãos e dançar à chuva! :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  30. Palmy, leia o 1Q84 do Murakami! Vai gostar! E agora é cantarolar Dylan... ;-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caramba, são 56 Euros (mal gastos, na minha óptica) em 3 livros. Grandes "amigas" que a Palmier tem.

      Eliminar
    2. Não me parecem nada mal gastos.
      E Murakami tem uma escrita própria que não tem necessariamente de agradar ao anónimo das 15.12h.
      E as bibliotecas permitem que aejam requisitados livros, não é obrigatório gastar dinheiro para ler.
      Obrigada pelo seu comentário.

      Eliminar
    3. 56 euros em livros bons não são mal gastos.

      Eliminar
    4. Mas para isso de serem bons é uma questão de gosto. E esses livros também não agradam a todos os críticos, mesmo aos mais reconhecidos.

      Eu ainda não li essa trilogia mas antes de a comprar vou ler através dos livros requisitados na biblioteca.

      Eliminar
  31. eu fico aliviada por 1) não ser alguém cujo nome nunca tenha ouvido como amiúde acontece; 2) não ter de gastar dinheiro a comprar livros para atualizar a minha cultura nobilesca. olho para isto como um ano sabático que o júri me quis dar. tipo 'descansa lá essas pestanas e vai mas é ouvir ums músicas'

    ResponderEliminar
  32. Tem aqui comentários que já muito me fizeram rir, Palmier.
    Nobel por Nobel que venha para os seus comentadores cheios de sentido de humor(que devem ser os melhores).
    (Aposto que Jorge Palma deve estar descoroçoado)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não "devem ser os melhores", os meus comentadores são mesmo os melhores! :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  33. Este prémio é mesmo para quem não gosta de ler :P

    ResponderEliminar
  34. Isto tudo não deixa de ter uma vantagem, finalmente discordo da atribuição do Nobel da literatura e consigo fundamentar com alguma segurança.
    Nos outros anos, não ganhando o meu escritor preferido e eu acabava por me conformar com a escolha da academia, afinal de contas nunca tinha lido nada escrito pelo vencedor ou, se tinha lido, teria sido um livro, meio a correr, a partir do momento em que que soube que o autor estava nomeado, como quem vai a correr ver todos os filmes nomeados ao Oscar de melhor filme na semana antes, só para depois poder dar uns palpites.

    ResponderEliminar
  35. O meu modesto contributo para a elevada discussão:
    1. É bom que ganhe um desconhecido, é uma oportunidade de ampliar as nossas leituras e descobrir algum grande escritor (nem sempre P. Nobel é sinónimo de se ser grande escritor, noutros casos há boas surpresas). Se não prestar segue para a prateleira do o lido e despacha-se na primeira oportunidade.
    2. Acho que só tinha lido Doris Lessing e Vargas Llosa antes da atribuição do prémio. Mas li muitos outros que o receberam há triliões de anos e de quem ninguém se lembra ou sabe sequer o nome... Isto de ser a filha mais nova de pais entradotes tem destas coisas...
    3. Murakami é como o Mourinho: ou se ama ou se odeia. Parafraseando Pessoa, primeiro estranhei, depois entranhei, entretanto adorei e passei o Inverno de 2007 a lê-lo. A leitura aliada à falta de luz própria da estação do ano resultou numa depressão. Nada de grave, estive quatro meses sem ler NADA e depois passou. O que é curioso É que ainda tenho guardados numa caixa 3 livros dele por ler, talvez ainda tencione investir noutra crise existencial (pode sempre dar me para escrever sob a influência da dita, e tornar me candidata ao dito Nobel, sei lá...).
    4. Cada vez compro menos livros - recorro às Bibliotecas Municipais, a empréstimos de amigos e ultimamente, para alguns Clubes de Leitura, compro no OLX, sobretudo se tenho reservas em relação ao autor. Acho os livros obscenamente caros e tenho falta de espaço em casa.
    5. Bob Dylan?! A sério que não é gozo?! Já agora, porque não Leonard Cohen?! Gosto dos dois (mais do Cohen) mas, caramba, para mim são cantores, cantautores certo, mas não escritores de primeira água. Pior, só o Nobel da Paz para o Obama em 2009...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O slogan Primeiro estranha-se, depois entranha-se foi de facto criado por Pessoa. Mas não para um poema, antes para um slogan publicitário para a Coca-Cola.
      É melhor não ler mais Murakami, o seu testemunho diz tudo. Preserve a sua saúde ;)

      Eliminar
    2. Sérgio Godinho próxima aposta e desiatimos do lobo Antunes?

      Eliminar
    3. Eu já comecei a fazer uma lista Psicocoisa e surreal para 2017:
      1. O Inimigo Público, porque se não ganhar poderia ter, merecidamente, ganho...
      2. O Expresso, na categoria de concorrente do Inimigo Público.
      3. Os argumentistas do Serafim Saudade, Estebes, Tony Silva.
      4. Idem para os Batanetes.
      5. O Miguel Esteves Cardoso (escreve bem para caramba e há 30 anos era completamente imovador).
      6. Prémio póstumo a todos os grandes escritores mortos que nunca ganharam o prémio - Borges, Jorge Amado, Torga...
      7. Talvez um homónimo dum grande filósofo que anda a dar nome a livros publicados, que vendem que nem os eclairs da novel Leitaria da Quinta do Paço (os quais não prestam para nada, diga-se - os eclairs, porque os livros nem no OLX os procuro...

      Eliminar
  36. Que grande balde de água fria.
    No meio musical existem prémios para distinguir os letristas de músicas. Livros são livros. Música é música.
    O Xilre tem toda a razão. Quem perde são os editores e livreiros. Quanto a mim quem perdeu também foi a AS, perdeu credibilidade.

    ResponderEliminar
  37. Amanhã há promoções a 25 e 20% na Wook.

    ResponderEliminar
  38. http://observador.pt/2016/10/13/bob-dylan-nao-merecia/
    (A Sôdona Sara já lá está há 2 anos, Bruno Vieira Amaral não deve saber ou enganou-se)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já corrigiu de 1 para 2 anos.

      Eliminar
  39. Bemmmmmmmm, os EUA já não tinham Nobel há 20 e muitos anos, Trump está a espalhar o terror. Pumbas, Dylan!
    Jornalista: Que livro ou música para melhor conhecer a obra de Dylan?
    Sra Danius: Blonde on Blond (Caramba, até a secretária da AS fala num álbum e não num livro!)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Epá, essa não sabia.
      Mas é mesmo impensável.
      O único """""lado positivo"""""" é nos próximos anos pararem de falar em Roth, Pynchon, Delillo como possíveis laureados.

      Eliminar
  40. Andei uma vida inteira enganada. Afinal não são livros. Mas música!
    E já não posso ler nem ouvir Times are a-changing!

    ResponderEliminar
  41. Os libretistas de ópera também podem vir a ser laureados, Palmier.
    Fale com Senhor Consorte e para o ano fazemos apostas.

    ResponderEliminar
  42. Acabei de ler isto:
    "No dia em que anunciam o Nobel toda a gente gosta de mostrar que conhece a obra do premiado. Falam, falam, mas aposto que nunca leram um romance do Bob Dylan" :DDDDDDDDDDDD

    ResponderEliminar
  43. Com certeza que o Bob Dylan não ganhou pelo romance , pelas crónicas, livros de música ou desenhos e pinturas.
    Ganhou quanto a mim pela poesia das suas letras. E disso toda a gente pelo menos ouviu ou sabe palavras de cor, por isso podemos dizer que este já o "cantámos" do princípio ao fim :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não sei nada de cor.

      Eliminar
    2. Com todo o respeito: o que vejo é muita gente a dizer que Dylan merece muito o prémio. Agora.
      Gente que nunca disse nada sobre Dylan, e há anos que era nomeado, gente que cresceu nos anos 60 e 70 e que agora se lembra deste novo laureado. A melancolia é tramada.
      Eu gosto muito de Teresa Veiga (uma Ferrante portuguesa no que à identidade concerne) mas não a considero para Nobel.

      Eliminar
    3. Bob Dylan é estudado em aulas de literatura na universidade.
      Não o acho escritor, talvez um poeta cujas letras serão imortais, quando, na minha modesta opinião, associadas à música que as completa.
      A lista deste ano, como a de outros anos, estava repleta de nulidades que ninguém leu antes de ganharem prémios.
      Ganhou um nome conhecido por escrever poemas musicados que marcaram uma era. Andou por lá muito tempo. Desta vez saiu-lhe a bola premiada.
      Ninguém é obrigado a gostar, mas pela parte que me toca antes a ele que a um pseudo-intelectual que ninguém entende, mas que é bem ler.

      Eliminar
  44. Há tantas nódoas neste (e noutros Nobel).
    Consta que, quando Winston Churchill recebeu o prémio nobel da literatura Não deu para o da Paz!!!), Somerset Maugham(*) comentou: "Deveria ter-me dedicado era à política". Acho que todos os escritores do mundo poderão dizer, depois da atribuição do prémio a Bob Dylan, que deveriam ter-se dedicado era à música. Porque podem dar as justificações que quiserem, mas uma obra musical não é uma obra literária. E o prémio destinava-se a premiar os autores de obras literárias, não os compositores de canções, como é o caso de Bob Dylan.
    *escritor muito bom, "Servidão Humana" merece ser lido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Servidão Humana é maravilhoso, já o devo ter lido todo praí 5x e as partes que gosto mais umas 200x. Li pela primeira vez aí aos 12/13, e é um dos poucos que roubei de casa da mãe

      Eliminar
    2. Também já li duas vezes (também li a primeira vez muito novinha e aqui há coisa de um ano voltei a reler :)

      Eliminar
  45. Valha-nos que o nosso afectuoso Presidente da República ache mais importante justificar aos portugueses perplexos a atribuição do Nobel do que nos informar a sua posição sobre o brutal aumento de impostos que se avizinha. Temos assim direito a um comunicado presidencial intitulado The Times They Are a-Changin’ que nos informa que "o Presidente da República, evocando a sua juventude, não pode deixar de se associar a esta homenagem, inesperada mas significativa, com a atribuição do Prémio Nobel a Bob Dylan, alguém que para além da riqueza das suas letras se notabilizou pelas suas músicas, sinal claro de que os tempos estão a mudar...". Claro que os tempos estão a mudar, Senhor Presidente. E olhe que é para muito pior. Só é pena que isso não o preocupe nada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta cambada. Também João Soares falou da morte de Bowie. Tenham juízo

      Eliminar
    2. Este tipo de comentários fazem-se noutros blogues...aqui não estamos pra isso, ok?

      Eliminar
    3. Isto é porque o Anónimo sabe que o Tio Marcelo antes de dormir vem sempre aqui para ver como param as modas... :DDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    4. Realmente tenho desilusões atrás umas das outras.
      Ontem fiquei a saber que Dylan é escritor. Hoje descubro que afinal a dona deste blog é a sb e não a Palmier. Fiquei então avisada que a sb é que escolhe os temas aqui tratados. As desculpas pela minha ignorância.

      Eliminar
    5. Há quem abuse da hospitalidade e ainda ria. Uma pena.

      Eliminar
    6. (esta caixa de comentários foi tão divertida que não vale a pena zangarmo-nos...)

      Eliminar
  46. Respostas
    1. Olha, a Arrumadinha está de volta! Bem vinda!

      Eliminar
  47. Pelo que percebi com base nos comentários supra, identifico dois tipos de leitores de Murakami: os que adoram e consideram um escritor intelectual, de difícil leitura (?) e digno de nobel; os que odeiam (que se divide em dois subgrupos) pq não consideram intelectual o suficiente, por ser um bestseller (?), e os que odeiam pq não perceberam patavina do que o homem escreve e não conseguem analisar além das personagens, nem percebem as analogias, a crítica social etc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Existem 3. É nesse tipo de leitores que me identifico. O de leitor que simplesmente não gosta do que lê. Não por ser de difícil leitura (passemos à frente do intelectual, não nos envergonhemos) nem por não perceber patavina. Simplesmente por ser mau e repetitivo ad eternum.
      E os fãs de Murakami que precisam de se justificar? Argumentum ad nauseam.
      Alegre-se! As hipóteses de Murakami ganhar o Nobel creceram exponencialmente. Txim txim.

      Eliminar
    2. Obrigada, mas não me alegro nem deixo de me alegrar. Nem adoro, nem detesto, gostei de ler uns livros e outros nem por isso. Além de que nunca o achei digno de um nobel. Apenas constatei algo que reparei aqui e tenho vindo a notar noutros sítios.

      Eliminar
    3. Quando a análise de alguém que se considera muito intelectual é claramente minada por uma falácia de raciocínio fica tudo explicado.
      Existem tão bons autores, com crítica social tão presente e com boas analogias porque não pode ser entendido, compreendido e ainda assim detestado?
      Gosta de generalizar os outros quando os mesmos não aclamam as suas ideias, não é? Eu li um livro dele e odiei mas compreendi-o não se apoquente. Só porque não seguimos os carneiros fazendo reverência aos autores "adorados" não significa que não se compreenda a mensagem...pode-se simplesmente detestar a forma como é escrito. Eu achei o livro aborrecido, repetitivo, com ideias e formas de expressão que li em outros tantos livros corriqueiros.

      Vou-lhe dar mais uma oportunidade com a trilogia 1Q84 e depois verei se mantenho a mesma opinião sobre ele ou não.

      Eliminar
  48. O Bob Dylan foi de férias a Moçambique e depois compôs uma música e fez esta letra. Leiam a sua poesia genial. Grande Nobel.

    "I like to spend some time in Mozambique
    The sunny sky is aqua blue
    And all the couples dancing cheek to cheek
    It's very nice to stay a week or two
    And fall in love just me and you.
    There's a lot of pretty girls in Mozambique
    And plenty time for good romance
    And everybody likes to stop and speak
    To give the special one you seek a chance
    Or maybe say hello with just a glance.
    Lying next to her by the ocean
    Reaching out and touching her hand
    Whispering your secret emotion
    Magic in a magical land.
    And when it's time for leaving Mozambique
    To say goodbye to sand and sea
    You turn around to take a final peek
    And you see why it's so unique to be
    Among the lovely people living free
    Upon the beach of sunny Mozambique."

    Beijinhos. Cristina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uau, genial. Estou de joelhos e em lágrimas.

      Eliminar
    2. ahahahahah há comentários + dignos de Nobel que muitas letras :DD

      Eliminar
    3. Há malta que só lê "a direito". Não consegue identificar a ironia. Deveria ensinar-se melhor isso na escola.
      Cristina

      Eliminar
    4. A Cristina acreditou que o meu comentário era a sério?
      Lamento, mas não era.

      Eliminar
    5. Uau, genial. Estou de joelhos e em lágrimas.
      Melhor do que me conseguiria expressar. :DDDDDDDDDDDDD
      Também escrevi poesia aos 11 anos, não é muito diferente. Vou publicar em edição de autor e para o ano vão ver como é! O Nobel é nosso carago.

      Eliminar
  49. Tanta cagança, Jesus. Criticar o Bob Dylan baseando-se num mau poema é o mesmo que defender que o ALA não deve receber o Nobel por ter um livro mau.

    Jornais como o Le Monde, o The Guardian e o El País analisam a obra do autor. A Relógio d' Água publicou, há anos, uma antologia de poesia, incluindo as letras, de Bob Dylan.

    Não leio aqui ninguém usando argumentos válidos para criticar o autor, só vejo ignorantes armados ao pingarelho, muito chocados porque um cantor recebeu o Nobel da Literatura.

    Já agora, também há os que não gostam do Murakami por o considerarem um autor sentimentalista, recorrendo constantemente aos mesmos truques e disfarçando os lugares-comuns da sua escrita recorrendo a um tom pseudo-misterioso.

    ResponderEliminar