sábado, 8 de setembro de 2012

E agora, pequeno Pedro Passos Coelho, vamos ter uma conversinha só nós dois...

Em primeiro lugar, e apesar de teres demorado um bocadinho, queria agradecer-te por me teres esclarecido a cruel dúvida que aqui te deixei em Julho. Mais vale tarde, que nunca.
Em segundo, pequeno Pedro, deixa que te diga uma coisinha. Estou ligeiramente baralhada. E isso é estranho pequeno Pedro, porque eu, raramente me baralho. Mas, está-me cá a parecer que te propões cortar 7% dos vencimentos de TODOS os trabalhadores. Mesmo daqueles que ganham 485€ por mês. Mesmo daqueles que, ganhando 485€, são pagos por empresas privadas que não pesam nas tuas (nossas) contas públicas. Sabes pequeno Pedro, eu trabalho numa empresa privada onde existem PESSOAS que ganham 485€ por mês. E sabes que mais, pequeno Pedro? Essas pessoas não te (nos) podem emprestar 33,95€ por mês. E isto, pequeno Pedro, porque se te emprestarem esses 33, 95€ euros por mês, ficam apenas com 397,70€ (485€-18%). E, mesmo que sejam depois reembolsadas em sede de IRS, não conseguem dar de comer aos filhos. E os filhos, pequeno Pedro, não podem esperar pelo reembolso do IRS para almoçar. Percebes, pequeno Pedro? 397,70€ não chegam para isso. E eu pequeno Pedro, tal como tu, nunca tive de viver com 485€ por mês. No entanto, e ao contrário de ti, sei que não chega. E eu pequeno Pedro, fico consternada pelas pessoas que não vão poder alimentar os filhos, porque têm de te emprestar mais 33,95€ por mês.
Tens ido ao supermercado nos últimos tempos, pequeno Pedro?

20 comentários:

  1. 7% em TODOS os vencimentos?!
    Confesso que não ouvi as palavras sábias (dado que tenho filhos para tratar, e eles não esperam pelo fim do discurso!)...
    Desumano...

    ResponderEliminar
  2. 7% é exactamente o equivalente ao subsídio de Natal : 1/14.
    São tão Chico Espertos!

    ResponderEliminar
  3. "pikena" correcção, o salário mínimo são € 485,00, n q faça qq diferença p o caso, mas...(vicio profissional)

    Mas sim, essa é a grande filha da putice, é q antes ao menos os q ganhavam isso n eram tão prejudicados, agora apanham todos. Esse palhaço é q havia de ter de viver com € 485,00 (e pagar os impostos q propõem) e depois via o q era bom. Cabr**

    ResponderEliminar
  4. Ainda a pensar nisso. Porque raio é que uma pessoa que trabalha vai agora descontar para a segurança social mais um mês de ordenado se à partida lhe estão a dizer que quando se reformar não vai receber o correspondente a esse mês nem a mais outro ???

    ResponderEliminar
  5. O senhor devia ler estes posts e outros identicos. O Robin dos Bosques invertido ataca de novo !!!!

    ResponderEliminar
  6. Hojr estou agoniada. Para além das notícias desanimadoras, li um post chamadk "que se lixe a austeridade".... no comments

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só me apetece dizer asneiras; vi esse também! Quem a mandasse para a pata que a pôs!

      Eliminar
    2. Ahhhh ahahahhahahahaha já percebi! Austeras, mas com estilo! :DDD

      Eliminar
  7. O pequeno Pedro e outros que tais deviam era experimentar não apenas sobreviver com o salário mínimo, mas sobretudo governar uma casa onde todos recebem isso. Cretino ... muito bom post!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... duvido que soubesse "gerir" o orçamento...

      Eliminar
  8. Enquanto ficarmos pela blogosfera,o pequenino Pedrito, está descansado!Está na hora de sairmos dos blogs e ir para a rua!Para a porta do Pedrito!

    ResponderEliminar
  9. O pequeno Pedro anda a brincar connosco, pensa que somos os meninos da sua rua. Talvez um dia destes se lixe...

    ResponderEliminar
  10. E para quando o capital e o rendimento da classe alta?

    ResponderEliminar