sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Tio Pipoco, tio Pipoco! Sou eu outra vez...

Peço mil vezes perdão por o estar a interromper neste seu momento tão... Hans Castorp. Mas, estava muito ansiosa para saber se, assim, está melhor...


P.S. Peço humildemente desculpa pela sujidade patente nesta viatura de categoria mas, tio Pipoco, em minha defesa, devo revelar que é terra do parque de estacionamento do Ancão, pelo que tem o seu o valor, não é? 

26 comentários:

  1. Linda!
    Marca correcta e sendo conduzida por outra pessoa!
    Aluna atenta e interessada!

    ResponderEliminar
  2. ahahahahahahahahahaha
    desisto. nunca vou conseguir nada do Tio Pipoco.
    Conduzo um chaimite. Ora fica sem turbo. Ora fica sem vidro.
    E o pó que tenho é ali da Cova da Moura :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois... a nossa herança foi muito mal distribuída :DDD

      Eliminar
  3. Isso de andares a publicar fotos do meu automóvel...:)

    ResponderEliminar
  4. o Pipoco não é nada daquilo que vcs pensam, lamento "to burst out the bubble effect"...
    é até pequenote, tem barriga e usará algália muito antes de mim ou de ti.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até poderia ser um clone do "crocunda de Notre dame", que isso não diminuiria o glamour que as palavras que escreve carregam.

      Eliminar
    2. Até porque isso nos remete ao Cyrano de Bergerac, tipo nada atraente que era um génio com a pena, e que ensandecia o mulherio com as palavras que punha na boca dos outros...

      Eliminar
    3. Sim... caro anónimo... essas, são palavras sábias :)

      Eliminar
    4. Sinto-me tentada a adivinhar a identidade do anónimo...
      Ps- caro anónimo, devo assinalar uma metatese no seu "crocunda"; tal terá acontecido por lapso, certamente, no calor do elogio.
      :DD

      Eliminar
    5. Sim... estas são palavras tão profundas que, se não pertencessem a um anónimo... :DDD

      Eliminar
    6. Anónimo...anónimo...quem és tu ? ... Ninguém ??? ... Nááá......

      Eliminar
    7. Minhas caras,

      O anónimo é uma anónima (se eu fosse feminista pensava já em processar a google por não contemplar o feminino nas opções de comentador), tal como qualquer outra das que aqui comenta, com a diferença que não tem um link para associar ao comentário, mas que ainda assim se sente no direito de comentar (e a Palmier tem evidentemente o direito de não publicar, porque aqui quem manda é você). Ora, esta anónima lê as as coisas que o Pipoco escreve e gosta das coisas que o Pipoco escreve, aliás, considera que o Pipoco é um dos melhores bloggers que por aí andam. Adicionalmente, esta anónima não percebe qual é a relevância do facto do Pipoco ou de outro qualquer blogger ser alto baixo gordo magro ou desdentado, se aquilo que vemos e nos toca (ou não) é a escrita e não o aspecto físico. E esta é a explicação do comentário. Não teve qualquer interpretação para além disto, não tem segundas interpretações.

      Desta vossa que assina

      Anónima

      Eliminar
    8. Cara anónima processadora do google, vou apelidá-la assim, se não se importa (eu gosto de dar nomes aos anónimos porque é mais fácil, os anónimos são como so chapéus: há muitos e depois é uma confusão de cabeças!! eu gosto de quem continua a ser anónimo mas se auto entitula, tipo maria das couves, josefina das bilhas. Ou seja: anónimo sempre, porém ser imaginativo e divertido....o humor é tão bom e sabe tão bem!!!!): não existe qualquer relevância no facto do Pipoco ser alto (que lhe digo já que não é), gordo ou magro ou desdentado; relevância, relevância não há, assim como não há relevância para eu ter um blog, por assim dizer....o que eu afirmei com algum reconhecimento e conhecimento empírico (pois como até já diria o próprio) é que a imagem de glamour que ele tenta passar (que é inerente à aura enigmática do próprio blog e da forma sarcástica de como ele encara a actividade de blogger) poderá depois não corresponder à realidade, já que o Pipoco é um personagem, um avatar, uma personna bloguística...se gosta muito do que ele escreve e é uma indefectível do milho salgado (que já vimos ser, "que isso não diminuiria o glamour que as palavras que escreve carregam." pois eu até já diria que se segue a palavra pipoqueana, é uma crente!! e isto é de admirar, que a fé esteja consigo, por quem é!!), óptimo para si!!! Acho que por aqui até todas lemos o pipoco, mas isso nem interessa para o caso. O caso é que temos sentido de humor e acho que a processadora do google não processou bem (ai a magnífica polissemia da lingua portuguesa é tão caleidoscópica) o sentido dos comentários que se seguiram ao seu
      Não quero retirar o santo pipoco do seu pedestal, e desculpe qualquer coisinha por ter tentado dismisticar o portentor do santo graal da blogueira....de qualquer forma, se acompanhei bem o desenrolar do parlapié por aqui, a parte do crocunda é que acho que não entedemos se foi gralha ou erro mesmo, que aqui estas comentadoiras apreciam de forma assaz a sátira, não se se encaixou essa parte...
      Espero que esteja esclarecida, um grande bem haja

      Eliminar
  5. O tio pipoco nunca usará algália, ou se por algum acaso usar será de marca!! Ahah

    ResponderEliminar
  6. A anónima nº2, que por acaso até se chama Josefina, entrou agorinha mesmo aqui pela primeira vez e não percebe nada desta conversa, mas afinal quem é o tio Pipoco?

    ResponderEliminar