sábado, 4 de agosto de 2012

Relato de uma manhã de férias

Acordar às 9h00 (com sorte, claro. Normalmente às 8h00). Preparar pequenos-almoços (alguns mais do que uma vez, já que as primeiras indicações dadas ao pessoal da cozinha - eu própria - nem sempre estão correctas). Pedir 45 vezes para filhos vestirem os fatos-de-banho. Desistir e ir lá eu própria vesti-los. Vestir o meu próprio fato-de-banho. Olhar ao espelho na expectativa de vislumbrar uma cara de veraneante saudável e cruzar-me com o nosso velho amigo, o urso Panda. Ter ganas de entoar a música do Festival Panda (como forma de recordar essa gloriosa tarde de Domingo, no Estádio do Restelo). Abster-me de cantar tal música, para evitar entrar em depressão profunda. Preparar o saco de 20 quilos (quase seria melhor levar uma bilha de gás) que carregarei solitariamente pelo areal. Iniciar o processo de insistentes avisos que "está na hora de ir para a praia". Perceber que ninguém me liga nenhuma porque os desenhos animados são muito mais apelativos que uma mãe desgrenhada. fazer uma nota mental para melhorar a aparência de modo a ficar mais parecida com uma Winx. Arrastar filhos pelo chão até ao carro (ginástica de braços: check). Chegar à praia e, ponto positivo, ter lugar à porta (obrigada troika). Correr atrás de filhos pela passadeira, enquanto carrego o saco-bilha-de-gás e, claro, baldes, pás e ancinhos. Despir. Correr atrás de filhos pela praia, para correcta aplicação de (novo) protector solar. Estender a toalha e atirar-me para descansar. Filha comunicar, de imediato, que pretende efectuar um cocó. Forma sub-reptícia de me informar que fui contratada para trabalhar e não para descansar. Voltar a vestir a roupa (acabada de despir) para nos deslocarmos à casa-de-banho. Ir à casa-de-banho. Voltar para a praia. Ser re-informada que, afinal, havia mais. Regressar à casa-de-banho. Voltar para a praia (ginástica de pernas: check). Apanhar conchas (que são religiosamente guardadas no saco que irei carregar de volta, adicionando-lhe mais 10 quilos). Ir almoçar.

Estou em crer que preciso de férias....

34 comentários:

  1. Acredita se quiseres mas já tenho saudades de quando era assim...depois eles crescem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu acredito! Mas ele há dias que... enfim... :)))

      Eliminar
  2. Ainda me lembro desses tempos... só tive a sorte de ter SEMPRE o Marido como carregador, o que é óptimo, mas o resto... all MOIzinha...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A partir de amanhã, também já tenho carregador :DDD

      Eliminar
  3. Do melhor ... parece a minha vida ... tal e qual :))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Somos umas vítimas da nossa prole, é o que é :DDDD

      Eliminar
  4. Gostei. Muito bom, mesmo!

    http://butterfliesehurricanes.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Linduuu vou começar essa temporada amanhã, por enquanto sem carregador e em modo fraldas ainda penso que mais tarde será pior... será?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem... por um lado, ainda tens de carregar com as fraldas. Por outro, evitas as idas à casa de banho :))) Mas vai melhorando... podes estar descansada. Ainda não dá para ler um livro, mas lá chegaremos :)))

      Eliminar
  6. Pobre de ti, vida de mãe é cansativa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh que bom ler estas linhas. Toda a gente fala maravilhas das férias. Espectaculares as crianças a brincar e blábláblá... não consigo descrever em palavras como estou cansada. Só a mecânica de fazer lanchinhos para a praia, estender e dobrar toalhas, lavar fatos de banho, verificar chapéus... a minha mãe dizia-me: "se tens de limpar a tua própria casa de férias, não são férias!" So true... bjs

      Eliminar
    2. Sou uma vítima, S* :DDD
      Pedagogia, bora aí passar uns dias a uma ilha secreta... para descansar... das férias, claro! :DDDD

      Eliminar
  7. Adorei!!!!
    Adorei a descrição, porque a trabalheira, não desejo a ningué, tenho a dizer que fui uma felizarda, eu e o meu marido sempre dividimos tudo muito bem dividido, 50% para cada um como eu costumo dizer "Somos um casal maravilha", ou quando mais bem dispostos "um casal perfeito".
    Boa sorte e boas férias!!!!

    a casada bilocas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpa o meu erro!!!
      Agora correctamente:

      acasadabilocas.blogspot.com/

      Eliminar
    2. O meu também ajuda... quando está... o pior é quando está a trabalhar (se bem que trabalho, trabalho, é este aqui!) :))))

      Eliminar
  8. Vou ter uns dias de férias e já estou a ficar com medo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prepara-te! Descansa bem antes desses dias! :DDD Bem vinda :)))

      Eliminar
  9. Sou apelativa de existir férias das férias!
    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. As ferias SAo muito cansativas quando se tem filhos. Este relato é um verdadeiro relato de um dia a dia normal de praia com crianças. Durante a tarde quase os obrigo a dormir para poder ter eu um momento de descanso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahahaha também me lembro dessa fase... Desesperada para eles fazerem uma sesta :DDD agora, já não tenho direito a essa pausa :)))

      Eliminar
  11. Como entendo, a mim o que me vale é que sempre habituei a Inês a não levar "tralha" para a a praia, no máximo o baldinho com uma pá e um ancinho, que agora ela própria carrega. A praia é um estuário de maravilhas a descobrir...pedrinhas, conchinhas, algas e afins. Como os meus pais sempre me levaram para a praia com a toalha, protector e chapéu para horas escaldantes e mais nada, a ideia de saco de brinquedos a arrastar é sinónimo de tortura!!! Além disso, quando a praia era só com a Mãe significava ir de camioneta, nada de pesos e loucuras, só uma garrafa de água e umas bolachas e depois a esplanada à beira mar dava-nos a alimentação necessária *_* Como eu adorava ir para as ventosas praias aqui do norte no mês de Junho com a minha Mãe. Depois era Julho com o Colégio e Agosto rumo ao sul os 3... ...adoro o verão!!!
    Mas sempre que vou com amigas é assim tal e qual como é descrito... e nós frescas com um saco e pela mão uma da outra. As minhas amigas não conseguem entender como consigo...o segredo é descontracção, imaginação e nada de manhãs a dormir na toalha ao sol (que saudades).
    Um beijo solidário, boas férias e vou continuar a vir aqui, adorei *_*
    Beijos do norte com algum nevoeiro... ...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Vou rever as minhas necessidades :DDD pode ser que consiga reduzir a tralha! Fico à espera de mais visitas nortenhas :DDD beijo com calor (finalmente!!!)

      Eliminar
  12. Não conhecia este blog, mas acabei de ler a descrição exacta da minha manhã de hoje e dos anteriores dias de -alegadas- férias! É mesmo isto, mas sem o meu filho não teria graça nenhuma :)! Vou voltar cá.

    ResponderEliminar